Jazida compartilhada

Petrobras (PETR3;PETR4) diz que ANP aprovou acordo de individualização da produção de Mero

O AIP é celebrado nas situações em que as jazidas se estendem para além das áreas concedidas ou contratadas.

Por  Reuters -

SÃO PAULO (Reuters) – A Petrobras (PETR3;PETR4) informou nesta segunda-feira que foi aprovado pela Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) o Acordo de Individualização da Produção (AIP) da jazida compartilhada de Mero, na Bacia de Santos.

As participações de cada parte na jazida compartilhada de Mero passam a ser as seguintes: Petrobras, com 38,60%; Shell, com 19,30%; TotalEnergies, com 19,30%; CNODC, com 9,65%; CNOOC Limited, com 9,65%; e Pré-sal Petróleo PPSA, com 3,50%.

O AIP é celebrado nas situações em que as jazidas se estendem para além das áreas concedidas ou contratadas.

Com a aprovação da ANP, o AIP estará efetivo a partir de 1º de janeiro de 2022.

Em decorrência do processo de individualização da produção da jazida, as partes estão negociando a equalização entre os gastos incorridos e as receitas relativas aos volumes produzidos até a data da efetividade do AIP, segundo a Petrobras.

Analista da Rico Corretora ensina ferramentas práticas a extrair lucro do mercado financeiro de forma consistente. Inscreva-se Grátis.

Compartilhe