Negócio fechado

Petrobras (PETR3;PETR4) conclui venda de participação na Deten Química

Petrolífera embolsou R$ 514 milhões à vista, pago pela Cepsa, compradora da participação

Por  Equipe InfoMoney

A Petrobras (PETR3;PETR4) comunicou ao mercado na noite desta terça-feira (5) que finalizou a venda de sua participação de 27,88% na Deten Química, localizada no polo industrial de Camaçari, na Bahia, para a Cepsa Química. A empresa já possui participação de 69,94% na Deten.

A Cepsa pagou R$ 514 milhões à vista para a Petrobras. A Deten fabrica e vende matérias-primas para o segmento de limpeza doméstica e comercial no Brasil, sendo a única produtora nacional do linear alquilbenzeno (LAB), precursor do ácido linear alquilbenzeno sulfonato (LABSA), do qual também é fabricante. A unidade tem capacidade anual de produção de 230 mil toneladas de LAB e de 120 mil toneladas de LABSA. Adicionalmente, a Deten produz 10 mil toneladas por ano de alquilado pesado (ALP) que se destina, principalmente, à produção de fluido térmico, graxas, aditivos lubrificantes e óleos têxteis.

A Cepsa Químicalidera a produção mundial de LAB, principal matéria prima utilizada em detergentes biodegradáveis. É também número um na produção de cumeno, um produto utilizado na produção de fenol e acetona, que são as principais matérias-primas para a fabricação de plásticos de engenharia. A empresa emprega atualmente mais de 1.000 pessoas e tem fábricas em sete países em todo o mundo (Espanha, Alemanha, Brasil, Canadá, China, Indonésia e Nigéria), informou a Petrobras.

Ainda de acordo com a petrolífera, “a operação está alinhada à otimização do portfólio e à melhora de alocação do capital da Petrobras, visando a geração de valor para os seus acionistas”.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe