After Market

Petrobras, Parceria do BB e Bradesco, grupamento, recompra de ações e mais 4 notícias

Confira abaixo o que ganhou destaque nesta noite e que pode agitar o pregão da Bovespa na próxima quinta-feira

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – O noticiário seguiu morno após o fechamento do pregão desta quarta-feira. Entre os destaques da noite, a Petrobras anunciou o novo presidente da Transpetro, BB e Bradesco comunicaram parceria, Argentina libera importação de carne bovina brasileira e atraso em retomada de usina da Eletrobras. Confira abaixo o que chamou atenção hoje à noite e poderá mexer no pregão da Bovespa de amanhã: 

Petrobras
A Petrobras esclareceu nesta noite que estuda oportunidades de desinvestimentos em gás e energia, conforme visa seu plano de desinvestimentos no valor de US$ 13,7 bilhões de 2015 a 2016, em resposta à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) sobre informações do jornal O Estado de S. Paulo de que estaria negociando a venda de parte da Gaspetro para a Mitsui. A estatal, no entanto, não confirmou estar em conversas com a Mitsui

“A carteira de desinvestimento é dinâmica e a concretização dessas oportunidades depende de condições negociais e de mercado”, disse.

Aprenda a investir na bolsa

Além disso, o Conselho da Administração da Transpetro designou Antônio Rubens Silva Silvino para exercer a presidência da companhia, informou a Petrobras (PETR3; PETR4) nesta quarta-feira. Silvino atuava como gerente executivo corporativo do abastecimento da Petrobras. Ele ocupará o cargo que era exercido interinamente pelo diretor Cláudio Ribeiro Teixeira Campos, após a saída de Sérgio Machado, há alguns meses.

BB e Bradesco 
O Banco do Brasil (BBAS3) e o Bradesco (BBDC3; BBDC4) acertaram nesta quarta-feira uma parceria para usar tecnologia conjunta nos pagamentos pela internet e por meio de equipamentos móveis. Segundo executivos das instituições, o acordo, que pode mais adiante envolver outras instituições financeiras do país, inclui criar um padrão brasileiro para digitalização e uso de senha dos cartões, chamada ‘tokenização’. 

O processo funcionará como modelo aberto, independente de bandeiras e de emissores ou adquirente, em linha com padrões mundiais, disse a jornalistas o vice-presidente de negócios de varejo do BB, Raul Moreira. O BB já opera a tecnologia em pilotos. O Bradesco está preparando seus primeiros testes. “2016 será o ano chave para implementação”, disse Moreira.

Bradesco – parte II
Ainda sobre o Bradesco, o banco confirmou que fará uma oferta vinculante pela unidade brasileira do HSBC em julho. A informação foi confirmada nesta quarta-feira pelo presidente do banco brasileiro, Luiz Carlos Trabuco.
 

“Nós fizemos uma oferta e estamos analisando”, disse Trabuco a jornalistas às margens de evento da Febraban. “A oferta vinculante será feita em julho de acordo com calendário do vendedor”, acrescentou.

Frigoríficos
O Brasil conseguiu levantar o embargo que a Argentina tinha imposto à carne bovina in natura do Brasil em 2012 em função de um caso atípico de vaca louca. A ministra da Agricultura, Kátia Abreu, disse que apenas Japão e Coreia do Sul ainda restringem as compras do produto do Brasil pelo mesmo motivo. A negociação, que durou cerca de uma semana, teve como contrapartida brasileira o fim do embargo à maçã, pera e marmelo produzidos na Argentina, que havia sido levantado pelo Brasil em março pela presença da praga Cydia Pomonella. 

PUBLICIDADE

Kátia Abreu informou também que uma comitiva de chineses chegará ao Brasil na próxima segunda-feira para vistoriar mais nove plantas frigoríficas. No mês passado, a China já havia dado autorização para oito plantas e agora irá ampliar essa lista. Depois dessa vistoria, a ministra deve programar uma missão para a China para apresentar uma lista pré-autorizada de cerca de 100 empresas. Ela também está tratando da abertura de dos Estados Unidos para a carne bovina in natura do Brasil. A expectativa é de que 14 Estados brasileiros obtenham licença para vender. “Quando EUA autorizarem, teremos só de trabalhar a certificação”, explicou a ministra.

Eletrobras
Depois da venda do controle da distribuidora goiana Celg (GPAR3), que quer finalizar ainda este ano, a prioridade da Eletrobras (ELET3; ELET6) será a privatização das distribuidoras de Alagoas (Ceal) e do Piauí (Cepisa), disse à Reuters uma fonte que participa diretamente das negociações. O processo de venda de controle dessas duas empresas do Nordeste deve começar já este ano, mas o leilão propriamente dito deve ocorrer somente no ano que vem, disse a fonte, que pediu para não ser identificada.

Além disso, a greve dos trabalhadores da Eletrobras, deflagrada no início do mês, vai atrasar a retomada da operação da usina nuclear Angra 1, no litoral sul do Rio, parada desde maio para manutenção. A previsão era que a usina retomasse a produção no dia 19, mas agora a retomada só será possível dez dias após o fim do movimento grevista dos trabalhadores. Uma assembleia está marcada para sexta-feira, 19.

Multiplan 
A Multiplan (MULT3) anunciou nesta noite que vai recomprar 3,6 milhões de ações ordinárias no prazo de um ano, iniciando nesta quarta-feira, dia 17. As operações serão intermediadas por Bradesco Corretora, Credit Suisse e Itaú Corretora. Segundo a empresa, o objetivo da operação é maximizar a geração de valor aos acionistas.

Lupatech
A Lupatech (LUPA3), fornecedora da Petrobras que entrou recentemente com pedido de recuperação judicial, vai realizar amanhã um grupamento de suas ações, que são cotadas atualmente a centavos depois de terem caído impressionantes 99,82% de 2008 para cá. Com a operação, que será feita na proporção de 500 ações para uma, a ação sairá da casa dos atuais R$ 0,03 para R$ 25,00.   

TecToy
Outra “miqueira” da Bolsa por ter suas ações cotadas a centavos que está prestes a realizar a mesma operação é a Tec Toy (TOYB3; TOYB4). Hoje, acionistas da empresa aprovaram o grupamento de ações na proporção de 1 milhão para uma ação. Com a operação, a ação sairá dos atuais R$ 0,01 para R$ 10,00 – isso porque as ações da companhia são negociadas com lote padrão de 10.000 papéis; tradicionalmente, esse lote padrão é de 100 ações. O grupamento será realizado no dia 18 de agosto. 

 

(Com Reuters e Agência Estado) 

PUBLICIDADE