Sobe e desce

Petrobras: o gráfico que mostra a forte volatilidade das ações com o megaleilão da cessão onerosa

Papéis da estatal chegaram a subir mais de 3% e a cair mais de 5% no dia, que também contou com uma suspensão temporária das negociações pela B3

Gráfico da Ação PETR4 no dia do megaleilão da cessão onerosa (Reprodução/Bloomberg)
Gráfico da Ação PETR4 no dia do megaleilão da cessão onerosa (Reprodução/Bloomberg)

SÃO PAULO – Os investidores da Petrobras (PETR3; PETR4) tiveram momentos de forte emoção logo no início da sessão desta quarta-feira (6), com o tão esperado megaleilão da cessão onerosa, mas que não foi tão positivo para a estatal como muitos aguardavam.

As ações da estatal registraram forte alta logo nos primeiros negócios, com alta máxima de 3,38% para os ativos ON e de 3,54% para os papéis PN.

Por volta das 10h (horário de Brasília), horário de abertura da Bolsa, teve início o leilão, que chegou a ser considerado o maior da história e com potencial de gerar arrecadação de até R$ 106,5 bilhões em bônus de assinatura.

PUBLICIDADE

Os quatro blocos disponíveis no leilão eram os de Atapu, Búzios, ltapu e Sépia, que estão no polígono do pré-sal, na Bacia de Santos, em uma área que faz parte do litoral do Rio de Janeiro.

Ao todo, 14 companhias foram habilitadas para participar do leilão, incluindo empresas estatais e privadas estrangeiras.

Gráfico da Ação PETR3 no dia do megaleilão da cessão onerosa (Reprodução/Bloomberg)
Gráfico da Ação PETR3 no dia do megaleilão da cessão onerosa (Reprodução/Bloomberg)

Porém, logo quando foram revelados os ganhadores do primeiro bloco leiloado, o de Búzios, por volta das 11h, as ações da Petrobras tiveram uma forte derrocada, conforme os gráficos acima (atualizados até às 15h30). As ações passaram de forte alta para uma queda de mais de 5%.

A companhia formou um consórcio com participação de 90% para levar o maior bloco do leilão. As estatais chinesas CNODC e CNOOC tiveram participação de 5% cada uma no consórcio, que pagará R$ 68,194 bilhões dos R$ 69,960 bilhões obtidos com bônus de assinatura nesta rodada.

A estatal foi determinante para o leilão, uma vez que arrebatou o campo seguinte, de Itapu, sozinha.

Contudo, os papéis chegaram a amenizar as perdas após a empresa não fazer oferta pelos dois blocos seguintes, que não foram arrematados uma vez que não havia nenhuma oferta. São eles: Sépia e Atapu.

PUBLICIDADE

Esses dois blocos que ficaram sem oferta ainda podem ser relicitados no futuro, embora ainda não haja visibilidade sobre as possíveis condições.

Os negócios com as ações da Petrobras ficaram temporariamente suspensos pela B3, das 13h30 às 13h40, para que a estatal pudesse fazer a divulgação do fato relevante com o resultado do certame.

No fim do dia, as ações preferenciais da Petrobras fecharam em leve alta de 0,20%, para R$ 29,71 cada uma. Já as ordinárias encerraram o pregão com perda de 0,43%, para R$ 32,41.

No geral, a baixa participação de petroleiras no certame, especialmente estrangeiras, surpreendeu o mercado.

A justificativa, segundo o próprio diretor-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás, Natural e Biocombustíveis), Décio Oddone, pode ter sido o tamanho da compensação que deveria ser dada à Petrobras pelos benefícios que ela já realizou nos campos da cessão onerosa.

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!