TEMPO REAL

Petrobras e bancos afundam com cenário externo e Embraer sobe; MMX cai 18,75%

Acompanhe aqui a atualização dos principais destaques da Bovespa nesta quinta-feira

11h39: Embraer (EMBR3, R$ 21,55, +1,51%)
A Embraer segue como a única alta superior a 1% do Ibovespa, reagindo a alta do dólar. Dado o perfil exportador das empresas, um movimento como esse é visto como favorável, já que as receitas dessas companhias são atreladas à moeda norte-americana. A moeda segue com alta de 2,37%, cotada a R$ 2,46. 

Vale mencionar que em outubro, as ações da companhia acumulam queda de 10%. 

11h16: MMX (MMXM3, R$ 0,39, -18,75%)
As ações da MMX afundam nesta sessão após a companhia divulgar que sua controladora MMX Sudeste Mineração decidiu ajuizar em Belo Horizonte um pedido de recuperação judicial, em caráter de urgência. “Não obstante os esforços da administração na negociação com credores e na busca por potenciais investidores, o pedido de recuperação judicial configurou-se como a alternativa mais adequada diante da situação econômico-financeira da companhia”, diz a mineradora. 

10h53: Oi (OIBR4, R$ 1,29, -4,44%)
As ações da Oi caem forte nesta sessão e já acumulam perdas de 64,07% em 2014. No radar da empresa, segue a notícia de que o conselho de administração da companhia aprovou proposta de grupamento da totalidade de ações ordinárias e preferenciais da companhia, na razão de dez para uma, conforme fato relevante divulgado na noite de quarta-feira. A proposta será submetida à assembleia geral extraordinária da companhia, que será convocada para o dia 18 de novembro, disse a Oi.  

10h47: Kit Eleições I
Assim como os bancos (ler abaixo) as ações das estatais seguem o movimento externo e caem forte nesta sessão. Além disso, segue no radar das empresas o cenário político, após a divulgação das pesquisas eleitorais.

Vale mencionar que no dia 3 de outubro, último pregão antes do 1° turno, as ações da Petrobras (PETR3, R$ 18,03, -5,21%; PETR4, R$ 19,09, -5,26%) fecharam cotadas a R$ 17,50, no caso das ordinárias, e R$ 18,35 para as preferenciais. Na mínima de hoje, esses papéis chegaram a valer R$ 17,80 e R$ 18,76. Ou seja, o movimento de derrocada dos papéis nos últimos dias praticamente anula o ganho gerado no pregão pós-eleição, quando as ações dispararam cerca de 10%, indo para R$ 19,20 e R$ 20,39, nesta ordem. 

Da mesma forma, a Eletrobras (ELET3, R$ 6,59, -3,23%; ELET6, R$ 9,95, -1,78%), que viu suas ações subirem quase 10% no dia 6 de outubro, foi derrubada nas últimas sessões e atingiu hoje, na mínima, do dia cotação de R$ 6,57 e R$ 9,86, considerando ordinárias e preferenciais, nesta ordem. Com essa queda, os papéis também devolvem praticamente todo o ganho pós-1° turno. Além das duas, o Bradesco (BBDC3, R$ 35,66, -2,01%; BBDC4, R$ 36,85, -1,81%) enfrenta a mesma situação. A ação do banco, que encerrou a sessão do dia 3 a R$ 35,10, no caso das ações ordinárias, e R$ 35,53, para as preferenciais, vê seus papéis atingirem hoje R$ 35,33 e R$ 36,33. No dia 6, esses ativos dispararam mais de 7%, para R$ 37,81 e R$ 38,00.

10h46: Kit Eleições II
As ações do Kit Eleições repercutem o cenário político, após a divulgação das duas pesquisas eleitorais, enquanto preocupações com a economia global voltam à tona nesta sessão, o que pode trazer pressão extra ao mercado doméstico, como ocorreu na véspera. 

Destaque para as ações de Itaú (ITUB4, R$ 35,95, -1,86%e Banco do Brasil (BBAS3, R$ 31,72, -0,88%).

PUBLICIDADE

Por aqui, ganha o destaque as pesquisas eleitorais. Assim como ocorreu na semana passada, Datafolha e Ibope mostraram o mesmo resultado na corrida eleitoral do segundo turno. Após o levantamento da Folha de S. Paulo, apresentada no início da noite, agora foi a vez do Ibope colocar Aécio Neves (PSDB) com 51% dos votos válidos, ante 49% de Dilma Rousseff (PT), ou seja, os dois estão empatados tecnicamente.

Considerando os votos totais, o tucano agora tem 45%, contra 43% da petista, mesmo resultado apresentado pelo Datafolha mais cedo. A diferença entre os dois levantamentos está nos eleitores indecisos e votos nulos. Pelo Ibope, 7% dos entrevistados pretendem votar em branco ou anular o voto, enquanto 5% não sabe ou não respondeu. No Datafolha os dois setores apresentam 6% dos votos.

10h45: Vale (VALE3, R$ 27,63, -2,37%; VALE5, R$ 24,06, -2,31%
A Vale voltar a ser pressionadas na Bolsa pelo preço do minério de ferro. O principal produto da exportadora registrou hoje no mercado à vista chinês queda de 2,1% em relação a ontem, indo para US$ 80,5 a tonelada. Nesta sessão, suas principais concorrentes globais enfrentam forte baixa.