PETR3 e PETR4

Petrobras: dados de produção vêm em linha com o esperado; geração de energia elétrica é destaque

Companhia produziu 2,8 milhões de barris equivalentes de petróleo (boed), crescimento de 1,1% em relação ao trimestre anterior

Petrobras
(Shutterstock)

SÃO PAULO – A Petrobras (PETR3;PETR4) divulgou na última quinta-feira (22) seu relatório de produção referente ao segundo trimestre de 2021.

No período, a companhia produziu 2,8 milhões de barris equivalentes de petróleo (boed), crescimento de 1,1% em relação ao trimestre anterior e uma leve queda de 0,1% ante o mesmo período do ano passado.

Já a produção do pré-sal totalizou cerca de 2 milhões de boed, representando 70% da produção total, dado 1% acima do primeiro trimestre deste ano e 4% maior que o segundo trimestre de 2020.

Na avaliação de analistas do mercado financeiro, os dados vieram em linha com o esperado.

Por volta das 10h30 desta sexta, os papéis da Petrobras operavam próximos da estabilidade, negociados a R$ 27,03 (PETR4) e R$ 27,81 (PETR3).

Para o Credit Suisse, o principal destaque do relatório ficou por conta da queda no estoque de 80 mil barris de petróleo por dia (kbpd) em função de maiores vendas do que produção.

Segundo os analistas, este indicador pode representar um upside de US$ 300 milhões em relação à estimativa de lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês), de US$ 9,6 bilhões dos analistas do banco para os resultados do segundo trimestre.

As vendas foram uma surpresa positiva, na avaliação do banco de investimentos, após subirem 13% na comparação trimestral e 12% em relação ao mesmo período de 2020.

O time de análise destaca ainda que as condições climáticas de pouca chuva têm beneficiado o segmento de gás e energia da companhia.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

A geração de eletricidade da Petrobras avançou 15% na comparação trimestral e, apesar de os analistas do Credit Suisse não esperarem grandes contribuições para a receita total, avaliam que deve ser mais uma linha que deve surpreender nos próximos trimestres.

Em nota, o Itaú BBA também destaca a maior geração de energia elétrica como uma frente que ganhou destaque entre os dados para a companhia. O banco tem recomendação de outperform (acima da média do mercado) para os papéis preferenciais da Petrobras (PETR4), com preço-alvo estimado de R$ 38 para 2021.

Cautela com efeitos políticos

Em relatório, o Morgan Stanley escreve que a recuperação da produção de petróleo – após a manutenção e com o ramp-up de novas unidades flutuantes de produção, armazenamento e transferência (FPSOs, na sigla em inglês) –, juntamente com a maior participação de mercado nas vendas downstream (de logística), devem apoiar os ganhos no segundo trimestre deste ano.

“Ainda assim, a impressão operacional positiva no segundo trimestre não deve ser uma surpresa e esperamos uma reação silenciosa ao relatório de vendas e produção”, escrevem os analistas.

De acordo com o time de análise do banco, apesar de não haver alterações aparentes ou desvio de estratégia da nova equipe de gestão, a percepção de potencial intervenção governamental nos preços dos combustíveis é preocupante, especialmente enquanto a agenda de privatizações das refinarias não estiver concluída (apenas uma refinaria foi vendida neste momento).

“Preferimos ficar de fora por enquanto, pois achamos que nossos cenários-base e bear case parecem igualmente plausíveis”, escreve o Morgan Stanley, que mantém recomendação equal-weight (exposição em linha com a média do mercado) para o ADR PBR da companhia (na prática, o recibo de ações negociado em Nova York), com preço-alvo de US$ 11.

Guilherme Benchimol revela os segredos de gestão das maiores empresas do mundo na série gratuita Jornada Rumo ao Topo. Inscreva-se já.