Petrobras atualiza dividendo, 3R pede cessão de fatia de sócia em Papa Terra e mais

Confira os principais destaques do noticiário corporativo desta sexta-feira

Felipe Moreira

Divulgação 3R Petroleum

Publicidade

O radar corporativo desta sexta-feira (3) traz a 3R Petroleum (RRRP3), que solicitou à ANP cessão compulsória da participação de 37,5% detida pela Nova Técnica no Campo de Papa Terra. Já a Petrobras (PETR4) atualizou o valor a ser pago por ação de dividendos extraordinários relativos ao exercício de 2023.

O GPA (PCAR3) firmou acordo de venda e arrendamento de sede administrativa por R$ 218 milhões.

No que diz respeito a balanços, Gerdau (GGBR4) lucra R$ 1,25 bi no 1º tri, baixa de 47,9%. Eztec (EZTC3) lucra R$ 56,7 mi no primeiro trimestre, alta de 34,3% na base anual. Iguatemi (IGTI11) tem alta de 63% no lucro ajustado no 1T24 e Ebitda sobe 13,4%. Marcopolo (POMO4) registra lucro de R$ 316,9 milhões no 1º trimestre, alta de 34,1%.

Continua depois da publicidade

Confira mais destaques:

Petrobras (PETR4)

A Petrobras atualizou o valor a ser pago por ação de dividendos extraordinários relativos ao exercício de 2023, considerando a correção da taxa Selic até 2 de maio de 2024. O valor da primeira parcela por ação passou de R$ 0,84962838 para R$ 0,87998852, enquanto o valor da seguda parcela saiu de R$ 0,84962838 para R$ 0,87998852, totalizando R$ 1,75997704 por ação.

Descubra o passo a passo para viver de dividendos e ter uma renda mensal previsível, começando já nas próximas semanas. 

Continua depois da publicidade

3R Petroleum (RRRP3)

A 3R anunciou que, em função do inadimplemento das obrigações financeiras da Nova Técnica estabelecidas no âmbito do consórcio do Campo de Papa Terra, a 3R Offshore iniciou as medidas necessárias perante a Superintendência de Promoção de Licitações da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (SPL/ANP) para que seja realizada a cessão compulsória da participação de 37,5% detida pela Nova Técnica no ativo.

A 3R Offshore é atualmente operadora do Campo de Papa Terra, nos termos do Contrato de Concessão, detendo 62,5% de participação no ativo. Vale salientar que o direito de exigir a cessão compulsória, em condições de inadimplemento de obrigações financeiras, possui fundamento expresso no instrumento jurídico privado que rege o consórcio.

CPFL (CPFE3)

A CPFL (CPFE3) informou que em decorrência das fortes chuvas que atingem o estado do Rio Grande do Sul desde terça-feira (30), no início da tarde de hoje, ocorreu um rompimento parcial da barragem da Usina Hidrelétrica 14 de Julho (UHE 14 Julho),
uma das três usinas que fazem parte do complexo energético Rio das Antas (Ceran).

Continua depois da publicidade

GPA (PCAR3)

O GPA (PCAR3) celebrou contrato para operação de sale and leaseback (venda e arrendamento) dos imóveis que compõem a sua sede administrativa localizada na Avenida Brigadeiro Luis Antônio, na cidade de São Paulo, por R$ 218 milhões.

Sabesp (SBSP3)

A Câmara Municipal de São Paulo aprovou nesta quinta-feira, 2, o projeto de lei que permite a adesão da capital à privatização da Sabesp (SBSP3), com 37 votos favoráveis e 17 contra. O texto foi sancionado pelo prefeito Ricardo Nunes (MDB) na sequência. No último dia 17, o projeto já tinha recebido o aval inicial dos vereadores na primeira votação. Desde então, passou por modificações para garantir a aprovação final em segunda votação.

Iguatemi (IGTI11)

A Iguatemi, dona de uma rede de 16 shopping centers, reportou lucro líquido de R$ 81,1 milhões no primeiro trimestre de 2024, alta de 69,5% em relação ao mesmo período de 2023. Já o lucro líquido ajustado foi de R$ 108,4 milhões, crescimento de 63%.

Continua depois da publicidade

Gerdau (GGBR4)

A Gerdau (GGBR4) reportou lucro líquido ajustado de R$ 1,25 bilhão no primeiro trimestre de 2023 (1T24), montante 47,9% inferior ao reportado no mesmo intervalo de 2023.

Marcopolo (POMO4)

A Marcopolo (POMO4), uma das maiores fabricantes de ônibus do país, divulgou na quinta-feira (2) o seu resultado financeiro referente ao primeiro trimestre de 2024. No período, a empresa alcançou um lucro líquido de R$ 316,9 milhões, um aumento de 34,1% em relação ao mesmo período do ano anterior.

Eztec (EZTC3)

A construtora Eztec (EZTC3) reportou lucro líquido de R$ 56,7 milhões no primeiro trimestre de 2023 (1T24), montante 34,3% superior ao reportado no mesmo intervalo de 2023.