Radar da bolsa

Petro diz não a venda de ativos na Argentina; Oi é aconselhada a cortar dividendos

Ainda entre os destaques, Vale anuncia data para divulgação do resultado do 2° tri; Mundial paga R$ 16,71 por ações que sobraram no grupamento

SÃO PAULO – A semana inicia mais calma com as bolsas norte-americanas fechadas por conta do feriado do Memorial Day nesta segunda-feira (27). Na agenda doméstica, além dos indicadores econômicos, em especial o relatório Focus do Banco Central, os investidores refletem uma série de notícias do mundo corporativo.

Ganha destaque o comunicado da Petrobras (PETR3; PETR4) de que não aprovou as propostas recebidas para vender ativos na Argentina. Os ativos eram motivo de especulação recente e fazem parte do plano de desinvestimentos de 2013-2017. 

A companhia deve continuar a tentar vender suas operações no exterior, mas é difícil encontrar quem esteja disposto a investir na Argentina no momento: há muito medo após a expropriação da YPF no ano passado, de que o governo argentino “nacionalize” os hidrocarbonetos, como fez a Bolívia.

PUBLICIDADE

CCX divulga edital prévio da OPA para fechamento de capital
Confirmando as outras minutas, Eike Batista deve limitar o número de ações de suas empresas ofertadas na OPA (Oferta Pública de Aquisição Pública) da CCX Carvão (CCXC3) para 2% do capital social total da companhia, com a exceção da OGX Petróleo (OGXP3). Essa informação foi extraída da minuta inicial da OPA, publicada no site da CVM (Comissão de Valores Mobiliários) – disponível aqui. 

Desta forma, caso haja mais demanda do que 2% do capital social total das outras empresas do megaempresário, haverá um rateio para definir quanto cada um deverá receber dentro de sua posição, com os acionistas recebendo o resto em papéis da OGX. Vale mencionar que todas as ações do grupo tiveram forte alta nessa última sessão, com a exceção da OGX – que teve queda de 4,28%, aos R$ 1,79.

O acionista que deseja participar do leilão deverá habilitar-se para isso até as 12h00 (horário de Brasília) de 11 de julho de 2013, dia útil imediatamente anterior à data do leilão. O leilão será realizado na BM&FBovespa no dia 12 de julho, das 10h00 até as 12h00, obedecendo as regras da própria bolsa.

Cada acionista da CCX receberá o equivalente financeiro de sua posição em ações de outras empresas do grupo X. Cada ação da CCX será avaliada em R$ 4,31, e o preço de cada ação do grupo EBX será definido pela média ponderada por volume dos 30 dias úteis anteriores a data de relação de permuta, indo do dia 23 de maio a 4 de julho. 

Oi deveria parar de pagar dividendos, diz analista
A Oi (OIBR3; OIBR4) deveria parar de pagar dividendos e estudar formas mais agressivas de levantar fundos, disse o analista Andres Medina-Mora, da Corporativo GBM SAB, que mais acertou nas previsões da empresa de telecomunicações de pior desempenho das Américas. A informação é da agência de notícias Bloomberg.

A empresa teve uma queda de 67% no saldo de caixa em relação ao ano anterior, para R$ 5,08 bilhões, enquanto a dívida líquida subiu 63%, para R$ 27,5 bilhões. Caso tenha uma deterioração maior, a Oi pode ser forçada a vender ações ou, em situação extrema, se desfazer de suas unidades de telefonia fixa ou celular, disse o analista. 

PUBLICIDADE

Segundo ele, é importante que a empresa comece a fazer mudanças estratégicas, em particular na geração de caixa, recorrente ou não, e retornar para um momento mais estável.

Vale divulga balanço do 2° tri no dia 7 de agosto
A Vale (VALE3; VALE5) deve divulgar o balanço do segundo trimestre de 2013 no dia 7 de agosto, uma quarta-feira, depois do fechamento dos mercados. A companhia deve fazer duas teleconfências para tratar do assunto, às 10h00 (horário de Brasília) e 12h00 – sendo a primeira em português e a segunda em inglês. 

Os números não deverão ser surpresa para o mercado, já que a companhia deve divulgar seu relatório de produção no dia 24 de julho, também após o fechamento do mercado. Essa data geralmente é bem aguardada quando se trata sobre a Vale, já que pincela números importantes da atividade operacional da empresa.

Mundial paga R$ 16,71 por ações que sobraram no grupamento
A Mundial (MNDL3) informou que as frações resultantes do grupamento de ações – realizado no último dia 3 – foram agrupadas em números inteiros e vendidas em leilão realizado em 20 de maio de 2013.

Foram ofertadas 3,32 mil ações ao preço de R$ 16,714096386. Os valores apurados com a venda de ações no leilão serão disponibilizados aos acionistas a partir do dia 28 de junho de 2013.

Irani vê mercado aquecido e busca reajuste de até 10%
Os produtores brasileiros de papelão ondulado iniciaram um movimento de aumento de preços que poderá resultar em reajuste de até 10% nos próximos dois ou três meses, após mais um trimestre de aumento de custos com pessoal e matéria-prima que não foi integralmente repassado ao consumidor final. De acordo com o presidente da Celulose Irani (RANI3), Péricles Pereira Druck, há historicamente uma defasagem de dois a três meses para repasse do aumento ao preço final e, neste momento, existe a “necessidade de rea-linhamento”. 

Segundo a equipe de análise da XP Investimentos, a estrutura de custos das empresas nacionais segue elevada, portanto, qualquer alteração entre a oferta e demanda que possibilite reajustes deve ser executada, afim de evitar a deterioração de margens operacionais. Além da Celulose Irani, a corretora acredita que a Klabin (KLBN3) é a empresa de capital aberto que se beneficiará deste movimento, visto a sua exposição ao mercado interno e embalagens.