Sinais de queda da atividade

Pesquisa do Fed vê risco de recessão de mais de 50% nos próximos 4 trimestres

Historicamente, recessões foram precedidas por períodos de inflação alta e desemprego baixo, ressaltou economista do Fed na pesquisa.

Por  Estadão Conteúdo -

A economia dos EUA sofre elevados riscos de entrar em recessão nos próximos dois anos devido a crescentes desequilíbrios nos mercados de bens e serviços, inclusive de mão de obra, segundo pesquisa de um economista do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano).

O documento estima chances de um pouco mais de 50% de recessão nos próximos quatro trimestres e probabilidade de dois terços de uma contração nos próximos dois anos, segundo vários modelos analisados por Michael Kiley, um economista sênior do Fed.

A pesquisa analisou quatro variáveis, incluindo a taxa de desemprego, o nível de inflação, a diferença entre os rendimentos dos Treasuries e de bônus corporativos com grau de investimentos e a diferença nos juros de títulos do Tesouro americano de curto e médio prazos, para estimar os riscos de recessão.

Leia também: Fed perde credibilidade, enquanto tese de recessão nos EUA ganha força com juro em alta

Historicamente, recessões foram precedidas por períodos de inflação alta e desemprego baixo, ressaltou Kiley na pesquisa.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe