Em reconstrução

PDG (PDGR3), ex-líder do mercado de construção, sai da recuperação judicial

A Recuperação Judicial permitiu à PDG a reestruturação de um passivo de mais de R$ 5,3 bilhões perante mais de 22.000 credores

Por  Equipe InfoMoney -

SÃO PAULO – A construtora PDG (PDGR3), que chegou a ser considerada líder do mercado da construção civil no Brasil, no início da década passada, saiu do seu processo de recuperação judicial.

Segundo fato relevante, o encerramento do processo foi proferido pelo Juízo da 1ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais da Comarca da Capital de São Paulo nesta quinta-feira (14).

“A Recuperação Judicial permitiu ao Grupo PDG a reestruturação de um passivo de mais de R$ 5,3 bilhões perante mais de 22.000 credores”, informou.

Dessa forma, conforme a sentença, a PDG cumpriu todas as obrigações previstas no plano de recuperação judicial e seu aditamento, aprovados respectivamente em 2017 e 2020.

A liderança do mercado foi adquirida com a compra do Grupo Agre, em 2010, companhia resultante da fusão de Agra, Klabin Segall e Abyara. Na ocasião, a PDG chegou a valer mais de R$ 9 bilhões na bolsa.

Leia também: Ações da PDG (PDGR3) saltam mais de 60% após construtora sair da recuperação judicial

Nos seis primeiros meses de 2021, a companhia registrou um prejuízo líquido de R$ 505 milhões, elevando suas perdas em 39,6% na comparação com o mesmo intervalo de 2020.

Curso inédito “Os 7 Segredos da Prosperidade” reúne ensinamentos de qualidade de vida e saúde financeira. Faça sua pré-inscrição gratuita.

Compartilhe