Leilão de PiPa

Pátria e Fundo Soberano de Singapura arrematam maior concessão rodoviária do País por R$ 1,1 bilhão

Nomes de peso ficaram de fora do leilão, como a CCR, enquanto Ecorodovias apresentou lance de R$ 527,05 mi; CCRO3 e ECOR3 caem

Rodovia (Governo do Estado de São Paulo)

O Consórcio Infraestrutura Brasil, formado pelo Pátria e pelo GIC (Fundo Soberano de Singapura), venceu o leilão pelo lote rodoviário Piracicaba-Panorama (chamado de PiPa), realizado nesta quarta-feira (8) na B3. O consórcio fez um lance de R$ 1,1 bilhão pelo lote.

Segundo a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), o valor de R$ 15 milhões havia sido estabelecido como o mínimo.

Nomes de peso ficaram de fora do certame. A CCR (CCRO3) e a própria Arteris, que atualmente opera parte do trecho a ser leiloado, não entregaram envelopes com proposta. A Ecorodovias (ECOR3) apresentou lance de R$ 527,05 milhões. Os ativos CCRO3 e ECOR3 fecharam em leve queda nesta quarta-feira, com baixas respectivas de 0,69% (a R$ 18,59) e 0,30% (a R$ 16,39).

PUBLICIDADE

No total, a concessão tem previsão de investimentos da ordem de R$ 14 bilhões em 30 anos para o trecho entre a cidade de Piracicaba, na região de Campinas, e o município de Panorama, no extremo Oeste do Estado, divisa com o Mato Grosso do Sul.

Lançada em meados de 2019, a concorrência englobou 218 quilômetros atualmente operados pela concessionária Centrovias, do Grupo Arteris, cujo contrato vence no primeiro trimestre deste ano, além de 1.055 quilômetros operados pelo DER-SP.

O projeto é a maior concessão rodoviária do País. Segundo dados da Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT), a quilometragem média das concessões no Brasil é de 482,6 km, contra 1.273 km do lote PiPa.

A XP destaca que, apesar do número de participantes ter sido menor que o esperado, os altos investimentos previstos para essa rodovia (R$ 14 bilhões ao longo de 30 anos) de certa forma limitavam o público potencial.

“Consideramos positiva a participação da Ecorodovias, mostrando que a empresa está ativa na busca por oportunidades de crescimento, mas também racional em termos de alocação de capital. Temos recomendação de Compra para as ações da empresa”, avalia a equipe de análise, destacando que o viés positivo ocorre com a crença de que o ambiente para as empresas do segmento de infraestrutura no Brasil se tornou mais favorável, e que elas estão passando por um momento único tanto em termos de ambiente macroeconômico quanto de oportunidades de crescimento.

Pedágio

Também foi proposto um novo modelo tarifário, que estipula desconto de 5% para os usuários do serviço de pagamento automático e uma tarifa menor para os usuários frequentes das rodovias. Esse modelo deverá, segundo o governo, beneficiar principalmente os moradores de pequenas cidades que usam as vias para acessar comércio e serviços em municípios vizinhos.

PUBLICIDADE

Os pedágios estipulados pelo contrato têm como referência os valores R$ 14,91 por 100 quilômetros de vias duplicadas e R$ 10,65 por 100 quilômetros de pista simples.

Seja sócio das melhores empresas da Bolsa: abra uma conta na Clear com taxa ZERO para corretagem de ações!

(Com Agência Estado e Agência Brasil)