Brexit

Parlamento do Reino Unido aprova lei que impede Brexit sem acordo

Com o resultado, o primeiro-ministro Boris Johnson colocou uma moção que pede por uma eleição geral antecipada

SÃO PAULO – Em sua segunda grande derrota em menos de 24 horas, o primeiro-ministro Boris Johnson viu o Parlamento do Reino Unido aprovar em segundo turno, por 327 votos a 299, a lei que impede um Brexit (saída do Reino Unido da União Europeia) sem acordo.

Desde que assumiu o cargo no mês passado, Johnson deixou claro diversas vezes que o Brexit ocorreria em 31 de outubro com ou sem acordo. Ele afirma que não irá pedir o adiamento do prazo, e por isso, logo que o resultado foi anunciado, ele colocou uma moção para novas eleições gerais.

O problema é que, apesar de decidir por impedir um Brexit sem acordo, o Parlamento também não apoia a antecipação da eleição para meados de outubro. Na tarde de ontem, Johnson perdeu a maioria no Parlamento e foi derrotado na votação de uma moção que caminhou para o pleito de hoje sobre a lei que impede o Brexit sem acordo.

PUBLICIDADE

No cenário atual, Johnson irá à Bruxelas em 17 de outubro para uma reunião com líderes da União Europeia para tentar chegar a um acordo, mas com a convocação de uma eleição, o atual premiê diz que a população deverá escolher quem será a pessoa que fará esta negociação.

“Eu não quero eleições, o público não quer eleições. Mas esta casa não deixou outra opção a não ser permitir que o público decida quem ele quer como primeiro-ministro”, afirmou Johnson.

Em resposta ao premiê, o líder da oposição, Jeremy Corbyn, criticou a falta de detalhes dos planos de Johnson. “Este primeiro-ministro afirma que ele tem uma estratégia, mas não pode nos dizer o que é, […] e também não pode contar à UE. Realmente não há absolutamente nada”, disse.

Corbyn diz afirmou ainda que o Parlamento deve decidir se deve ou não retirar esse governo. “Se ele tem um plano para o Brexit, ele deve apresentá-lo ao público em um referendo ou em uma eleição geral”, completou.

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos