Guerra na Europa

Papa beija bandeira da Ucrânia, condena ‘massacre de Bucha’ e pede: ‘Parem com esta guerra!’

Centenas de corpos baleados à queima-roupa foram encontrados espalhados pelas ruas da cidade ucraniana após tropas da Rússia se retirarem

Por  Reuters -

O papa Francisco condenou nesta quarta-feira (6) “o massacre de Bucha” e beijou uma bandeira da Ucrânia enviada da cidade, onde foram encontrados corpos baleados à queima-roupa espalhados pelas ruas e uma vala comum em uma igreja depois que tropas da Rússia se retiraram.

As mortes em Bucha, nos arredores da capital Kiev, provocaram indignação em todo o mundo e promessas de mais sanções de países ocidentais contra o governo russo.

“As notícias recentes da guerra na Ucrânia, em vez de trazerem alívio e esperança, trouxeram novas atrocidades, como o massacre de Bucha”, afirmou Francisco no final de sua audiência semanal no Vaticano.

“Parem com esta guerra! Que as armas fiquem em silêncio! Parem de semear a morte e a destruição”, disse o líder da Igreja Católica, denunciando a crueldade contra civis, mulheres e crianças indefesos.

O governo russo diz que as alegações de que as tropas do país cometeram crimes de guerra ao executar civis, inclusive em Bucha, são uma “falsificação monstruosa” para difamar o Exército russo.

Francisco disse que a bandeira escurecida e manchada, com inscrições e símbolos, foi trazida de Bucha na terça-feira (5). “Vem da guerra, precisamente daquela cidade martirizada”. Ele a beijou e a ergueu para a plateia, que tinha milhares de pessoas e aplaudiu o gesto.

Crianças refugiadas ganham ovos

O papa então pediu a um grupo de crianças refugiadas da guerra, que chegaram da Ucrânia na terça, se aproximassem.

“Essas crianças tiveram que fugir para chegar a uma terra segura. Isso é fruto da guerra. Não vamos esquecê-las e não vamos esquecer o povo ucraniano”, disse o pontífice antes de dar um ovo de Páscoa de chocolate a cada uma.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe