Recordes

Pânico com China resulta em quebra de 3 recordes para BM&FBovespa

Furacão nos mercados foi gerado por forte desvalorização na moeda chinesa, que trouxe volatilidade ao cenário global e fiz a bolsa de Xangai despencar 8,46%, e cotações de commodities caíre, para as mínimas em 16 anos

SÃO PAULO – A semana começou tensa com os desdobramentos na China nesta segunda-feira (24) e refletiu muito no mercado futuro da BM&FBovespa. “Graças” ao pânico que o gigante asiático causou no mercado no pregão de hoje, a Bolsa divulgou comunicado e confirmou que atingiu três recordes:

Recorde no segmento BM&F
Foram 542.634 negócios, contra a marca anterior de 395.509 de negócios, do dia 6 de agosto deste ano.

Minicontrato futuro de dólar (WDO)
Foram 121.915 negócios, contra anterior recorde de 111.397 negócios, também no dia 6 de agosto deste ano.

Minicontrato futuro de índice Bovespa (WIN)
Recorde de 750.402 contratos negociados e 282.030 negócios, maiores que os anteriores de 588.894 contratos e 241.246 negócios, ambos do dia 16 de outubro de 2014.