Fique de olho

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta terça-feira

Aversão ao risco com coronavírus volta ao radar, apesar da melhora de dados econômicos; emprego e mais destaques desta terça

(Getty Images)

O pessimismo voltou a predominar entre os investidores apesar da melhora dos dados econômicos na China e Estados Unidos. As bolsas europeias operam em queda e os futuros de Nova York apresentam variação negativa.

E além do novo coronavírus, cientistas chineses identificaram um subtipo de vírus da gripe em porcos que apresenta potencial para gerar uma nova pandemia. O novo patógeno é variedade predominante do vírus influenza e derivado do H1N1, grupo de vírus do qual um outro subtipo causou a pandemia de gripe de 2009, que matou cerca de 250 mil pessoas no mundo.

Ainda na China, a recuperação do setor manufatureiro continuou em junho e aponta expansão, mas aprovação de lei de segurança nacional para Hong Kong gera atrito com EUA.

PUBLICIDADE

No noticiário corporativo, a China suspendeu as importações de três frigoríficos do Brasil. Sobre resultados, o IRB Brasil informou que fechou o primeiro trimestre com um lucro líquido de R$ 13,874 milhões, em queda de 92% em relação aos primeiros três meses de 2019. Já a Ecorodovias apresentou lucro de R$ 103,3 milhões no primeiro trimestre de 2020, alta de 23% em relação ao mesmo período do ano passado.

1. Bolsas mundiais

O pessimismo voltou a predominar entre os investidores apesar da melhora dos dados econômicos na China e Estados Unidos. As bolsas europeias operam em queda e os futuros de Nova York apresentam variação negativa.

O motivo para o pessimismo é o avanço dos novos casos do novo coronavírus. Na segunda-feira, a Organização Mundial da Saúde (OMS) avisou que o pior da pandemia ainda está por vir e algumas regiões começam a reavaliar os planos de abertura.

Nesse cenário, o FTSE 100, de Londres, recua 0,45%.

“Acho que, como estamos chegando ao final do trimestre, houve um reequilíbrio. Então qualquer fraqueza (das ações) será de curto prazo. Acho que o mês de julho será forte para as ações”, disse, à Bloomberg, Tom Lee, chefe de pesquisa da Fundstrat Global Advisors.

O que contribui para a visão de que a pressão é de curto prazo é a melhora de alguns dados econômicos.

PUBLICIDADE

A China mostrou durante a madrugada Índices de Gerentes de Compras (PMI) do setor de serviços e manufatura mais fortes que o esperado. O indicador industrial chegou a 50,9 pontos em junho, contra os 50,4 pontos esperados pelo mercado e o de serviços ficou em 54,4 pontos. Vale lembrar que o PMI indica expansão da atividade econômica acima de 50 pontos e retração abaixo dos 50 pontos.

Os números de vendas de imóveis nos Estados Unidos, divulgados na segunda-feira, também foram melhores que o esperado. As vendas pendentes de imóveis subiram 44,3% em maio, mostrando mais uma vez a força da recuperação da economia americana.

Por outro lado, a notícia sobre a aprovação de lei de segurança nacional para Hong Kong gera atrito com EUA.

No entanto, os futuros do Dow Jones operam com leve variação negativa de 0,14% e os do S&P 500 caem 0,07%.

E sobe a tensão entre Índia e China. O governo indiano sinalizou que pode proibir que a Huawei participe do processo de distribuição do 5G. A Índia já havia bloqueado 59 aplicativos chineses, como o TikTok e o WeChat, alegando ameaça à segurança nacional.

No mercado asiático, o Nikkei 225, de Tóquio, fechou em alta de 1,33% e o Hang Seng Index, de Hong Kong, registrou valorização de 0,78%. Já o índice Sanghai SE apresentou variação positiva de 0,52%.

Veja o desempenho dos mercados, às 7h39 (horário de Brasília):

Nova York

PUBLICIDADE

*S&P 500 Futuro (EUA), -0,07%

*Nasdaq Futuro (EUA), +0,04%

*Dow Jones Futuro (EUA), -0,14%

Europa

*Dax (Alemanha), +0,23%

*FTSE 100 (Reino Unido), -0,45%

*CAC 40 (França), +0,03%

*FTSE MIB (Itália), -0,46%

PUBLICIDADE

Ásia

*Nikkei 225 (Japão), +1,33% (fechado)

*Hang Seng Index (Hong Kong), +0,78% (fechado)

*Shanghai SE (China), +0,52% (fechado)

*Petróleo WTI, -1,36%, a US$ 39,16 o barril

*Petróleo Brent, -1,53%, a US$ 41,07 o barril

**Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em queda de 3,5%, cotados a 744.500 iuanes, equivalente hoje a US$ 105,18 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 7,0780 (-0,04%)

*Bitcoin, US$ 9.162, +0,58%

2. Indicadores econômicos

Os dados do desemprego referente ao mês de maio serão divulgados às 9h pelo IBGE. A estimativa, segundo consenso Bloomberg, é de uma alta na taxa para 13,1%, ante dado anterior de 12,6%.

Já o Banco Central publica às 9h30 as informações sobre o setor público consolidado. O resultado primário do setor público deve mostrar déficit de R$ 129,7 bilhões em maio, segundo estimativa mediana em pesquisa Bloomberg, acima do déficit de R$ 94,3 bilhões da medição anterior.

Nos Estados Unidos, sai às 11h (horário de Brasília) o índice de confiança do consumidor do mês de junho. Pouco antes, as 10h45,será a vez do PMI de Chicago.

O presidente do Federal Reserve (Fed, o bc americano), Jerome Powell, faz discurso às 13h30. Powell salientará a importância de manter contido o contágio do coronavírus à medida que a economia dos EUA se recupera de sua contração mais profunda em décadas. “Entramos em uma nova fase importante e o fizemos antes do esperado”, disse Powell em texto preparado para depoimento.

Na China, às 22h45, serão divulgados os dados do PMI industrial.

3. Risco de nova pandemia?

Cientistas chineses identificaram um subtipo de vírus da gripe em porcos que apresenta potencial para gerar uma nova pandemia. O novo patógeno é variedade predominante do vírus influenza em fazendas de suínos na China desde 2016, em 10 regiões diferentes, e sua contenção requer medidas “urgentes”, dizem os pesquisadores.

Esse vírus seria um derivado do H1N1, grupo de vírus do qual um outro subtipo causou a pandemia de gripe de 2009, que matou cerca de 250 mil pessoas no mundo.

4. Tensão política

O grupo conhecido como “centrão” quer garantir mais recursos para as prefeituras em troca do apoio ao adiamento das eleições e apostam que o presidente Jair Bolsonaro irá apoiar a negociação, informou o jornal Folha de S.Paulo.

Mas essa não é a única preocupação política do presidente. Segundo o jornal, a operação Anjo, deflagrada em 18 de junho, avançou alguns passos na elucidação dos laços de Fabrício Queiroz e da família Bolsonaro com as milícias do Rio de Janeiro.

O Ministério Público revelou um encontro suspeito entre o advogado do senador Flavio Bolsonaro, Luis Gustavo Botto, e familiares do ex-capitão do Bope Adriano Magalhães da Nóbrega, apontado como chefe de uma milícia.

Também participou dessa reunião a mulher de Queiroz, Márcia Aguiar, que segue foragida. O objetivo seria elaborar um plano de fuga para a família do ex-assessor de Flavio Bolsonaro com a ajuda de Adriano.

Ainda em destaque, Bolsonaro deve anunciar hoje a prorrogação do auxílio emergencial em evento à tarde. Na semana passada, presidente falou em 3 parcelas com valores decrescentes de R$ 500, R$ 400 e R$ 300, enquanto Câmara sinalizou que prefere a prorrogação do auxílio emergencial por dois meses em parcelas de R$ 600. Segundo o Globo, ele deve optar por duas parcelas de R$ 600 do auxílio emergencial.

5. Panorama corporativo

O Ministério da Agricultura informou que a China suspendeu importações de três unidades processadoras de carne do Brasil. A ação teria sido motivada pelas preocupações do governo chinês em conter um novo surto do novo coronavírus.

Segundo a agência Reuters, uma unidade operada pela Marfrig na cidade de Várzea Grande (MT) é uma das suspensas. Além disso, segundo informações no site do Mapa, uma unidade de frangos da JBS, em Passo Fundo (RS), foi suspensa pela China na última sexta-feira e outra da Minuano, em Lajeado, também está impedida temporariamente de exportar aos chineses.

As empresas não comentaram o assunto.

Já a Petrobras informou, na segunda-feira à noite, que deu início ao processo de venda da totalidade de sua participação no campo de Tartaruga, localizado em águas rasas da Bacia de Sergipe-Alagoas.

A estatal possui 25% de participação no campo, do qual a Maha Energy é a operadora, com 75% de participação.

O processo de venda tem início com a etapa de divulgação de oportunidade (“teaser”), quando a empresa anuncia as principais informações sobre o ativo.

A estatal informou ainda que as quatro plataformas instaladas no campo de Búzios, no pré-sal da Bacia de Santos, alcançaram no dia 27 de junho novos recordes de produção. foram 664 mil barris de óleo por dia (bpd) e 822 mil barris de óleo equivalente por dia (boed).

O campo de Búzios é o maior em águas profundas do mundo.

O recorde anunciado nesta segunda-feira supera uma marca anterior das quatro plataformas divulgada em 11 de março, que era de uma produção diária de 640 mil barris e de 790 mil barris de óleo equivalente.

Sobre resultados corporativos, o IRB Brasil informou que fechou o primeiro trimestre com um lucro líquido de R$ 13,874 milhões, em queda de 92% em relação aos primeiros três meses de 2019.

Na segunda-feira à noite, a Ecorodovias divulgou lucro líquido de R$ 103,3 milhões no primeiro trimestre de 2020, alta de 23% em relação ao mesmo período do ano passado.

Já a receita líquida pró-forma da empresa ficou em R$ 768 milhões entre janeiro e março deste ano, aumento de 15,6%. O Ebitda pró-forma foi de R$ 530,4 milhões — um salto de 17,8% na comparação anual.

No caso da Tupy, o resultado do primeiro trimestre foi um prejuízo líquido de 207,5 milhões, comparado ao lucro de R$ 80,442 milhões visto um ano antes.

A receita da companhia ficou em R$ 1,093 bilhão, o que representa uma queda de 14,7% na comparação anual. Já o Ebitda ajustado da empresa foi de R$ 164,6 milhões no primeiro trimestre deste ano, aumento de 20,2% sobre o resultado do mesmo período do ano passado.

Invista na carreira mais promissora dos próximos 10 anos: aprenda a trabalhar no mercado financeiro em um curso gratuito do InfoMoney!