Fique de olho

Os 5 assuntos que vão movimentar o mercado nesta quinta-feira

Bolsas europeias sobem com dados da região, enquanto futuros dos EUA caem; Bolsonaro envia reforma administrativa ao Congresso e mais

Jair Bolsonaro e Paulo Guedes
(Isac Nóbrega/PR)
Aprenda a investir na bolsa

As bolsas europeias operam em alta nesta manhã, com perspectivas mais positivas para a economia na zona do Euro e na China. Todas as bolsas europeias operam em alta, enquanto os futuros de Nova York têm ligeira queda, devolvendo parte dos ganhos da semana.

No Brasil, o principal assunto é a reforma administrativa, enviada hoje ao Congresso, conforme informa hoje a edição do Diário Oficial. Os detalhes do projeto ainda não foram apresentados. A proposta deve trazer duas categorias de futuros servidores que poderão ser demitidos, mas não vai mexer com os atuais servidores do Executivo. A proposta de reforma poderá começar a ser discutida na comissão especial, com o objetivo de acelerar o trâmite no Legislativo.

Ao mesmo tempo, o governo Bolsonaro acabou com uma trava colocada por Guedes para conter a expansão de gastos com funcionalismo. Ontem, a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional mudou um parecer que restringia recrutamentos até o final do ano que vem, e permitiu a realização de novos concursos.

Aprenda a investir na bolsa

No noticiário corporativo, é divulgada hoje a terceira prévia do Ibovespa, e terão início as negociações das novas ações da Ômega. Além disso, será fixado o preço por unit em oferta do Banco Inter.

A Braskem informou um recorde de vendas de resinas no Brasil, enquanto a T4F anunciou a venda de sua participação de 85% na Vicar. Outro destaque é a notícia de que o Banco Central deve aprovar o WhatsApp Pay no Brasil.

1. Bolsas mundiais

Todas as bolsas europeias sobem nesta manhã, enquanto os futuros de Nova York recuam depois de fortes altas registradas nesta semana.

Além de perspectivas mais otimistas para as economias da China e da Zona do Euro, gera otimismo o progresso em relação a uma vacina para o coronavírus, como o comprometimento de 76 países com o programa Covax, da Organização Mundial de Saúde, que se comprometeu a distribuir as vacinas de forma justa quando estiverem disponíveis.

Os futuros de Nova York devolvem parte dos fortes ganhos vistos em Wall Street nesta semana. Os futuros da Dow Jones perdem 0,01%, enquanto os do S&P 500 recuam 0,22%.

Na Europa, os índices das bolsas operam em alta em meio a um maior otimismo sobre a economia local. Na região do Euro, o Índice de Gerente de Compras (PMI) do Markit mostrou que a atividade econômica cresceu mais que o esperado em agosto, com resultado de 51,9, ante uma expectativa de 51,6. Leituras acima de 50 mostram expansão mensal. Por outro lado, houve decepção com as vendas no varejo no velho continente, que sofreram uma inesperada queda de 1,3% em julho ante junho.

PUBLICIDADE

O Euro Stoxx ganha 1%. O FTSE 100, de Londres, sobe 0,65%, enquanto o CAC, de Paris, avança 1,92%, e o DAX, da Alemanha, sobe 1,28%. O FTSE MIB, da bolsa de Milão, sobe 0,94%.

Na Ásia, os mercados foram mistos, depois da divulgação de dados econômicos regionais. Uma pesquisa mostrou que o setor de serviços na China acelerou em agosto. O Índice de Gerente de Compras (PMI) de Serviços da Caixin/Markit ficou em 54, ante uma leitura de 54,1 em julho. Leituras acima de 50 indicam expansão, enquanto resultados inferiores mostram retração.

Na ponta positiva, o índice Nikkei 225, do Japão, teve alta de 0,94% e o Kospi, da Coreia do Sul, avançou 1,33%. Já na China, o Shangai SE perdeu 0,58%, enquanto o índice Hang Seng, de Hong Kong, caiu 0,45%.

No mercado de commodities, os contratos futuros do petróleo operam em baixa, ampliando fortes perdas da sessão anterior e renovando mínimas em várias semanas.

*Veja o desempenho dos mercados, às 7h00 (horário de Brasília):

Nova York

*S&P 500 Futuro (EUA), -0,22%
*Nasdaq Futuro (EUA), -0,68%
*Dow Jones Futuro (EUA), -0,01%

Europa

PUBLICIDADE

*Dax (Alemanha), +1,27%
*FTSE 100 (Reino Unido), +0,64%
*CAC 40 (França), +1,89%
*FTSE MIB (Itália), +0,94%

Ásia

*Nikkei 225 (Japão), +0,94% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), -0,45% (fechado)
*Shanghai SE (China), -0,58% (fechado)

Commodities e bitcoin

*Petróleo WTI, -1,42%, a US$ 40,92 o barril
*Petróleo Brent, -1,44%, a US$ 43,79 o barril

**Contratos futuros do minério de ferro negociados na bolsa de Dalian fecharam em alta de 0,88%, cotados a 857.500 iuanes, equivalente hoje a US$ 125,44 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,83545

*Bitcoin, US$ 11.402,36, -2,37%

2. Agenda

Hoje será divulgada, às 9h, a Pesquisa Industrial mensal de julho, pelo IBGE.

PUBLICIDADE

A produção industrial deve ter registrado alta de 5,85% em julho na comparação mensal, segundo estimativa mediana em pesquisa Bloomberg, após registrar alta de 8,9% na medição anterior. Na comparação anual, indicador deve ter tido recuo de 6%, após cair 9% no mês anterior.

Para as 10h, é aguardado o Índice de Gestores de Compras (PMI) composto de agosto, do Markit Brasil.

Nos Estados Unidos, serão conhecidos às 9h30 os pedidos semanais de auxílio desemprego, e às 11h, o índice ISM do setor de serviços de agosto.

3. Reforma administrativa

As atenções do mercado seguem voltadas hoje para a reforma administrativa, enviada hoje ao Congresso, segundo edição do Diário Oficial. O governo apresentará detalhes da PEC da nova administração pública à imprensa às 10h.

De acordo com a secretaria-geral da Presidência da República, a proposta sugere: exigência de dois anos em vínculo de experiência com desempenho satisfatório antes de estar investido em cargo público e começar o estágio probatório de um ano para os cargos típicos de Estado; exigência de classificação final dentro do quantitativo previsto no edital do concurso público, entre os mais bem avaliados ao final do período do vínculo de experiência e mais limitações ao exercício de outras atividades para ocupantes de cargos típicos de Estado e menos limitações para os servidores em geral.

Outras propostas são: vedação de mais de trinta dias de férias por ano, de redução de jornada sem redução da remuneração, de promoções ou progressões exclusivamente por tempo de serviço, da incorporação de cargos em comissão ou funções de confiança à remuneração permanente, da aposentadoria compulsória como modalidade de punição e da redução de remuneração por motivo de redução de jornada para os cargos típicos de Estado. Também há proposta de banimento de parcelas indenizatórias sem a caracterização de despesas diretamente decorrente do desempenho da atividade. Veja mais clicando aqui. 

4. Trava de Guedes

Em meio a um esforço para cortar despesas, o governo Bolsonaro acabou com uma trava colocada por Guedes para conter a expansão de gastos com funcionalismo. Ontem, a Procuradoria Geral da Fazenda Nacional mudou um parecer que restringia recrutamentos até o final do ano que vem.

Agora, os novos concursos serão permitidos para preencher cargos abertos, segundo a Folha. A Polícia Federal anunciou concurso para contratar 2 mil agentes, e o presidente disse que deve autorizar a Polícia Rodoviária Federal a seguir o mesmo caminho.

Outro destaque no noticiário nacional foi a apresentação de uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) para permitir a reeleição do presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP). De acordo com O Estado de S.Paulo, a PEC foi apresentada pela senadora Rose de Freitas (Podemos-ES). A proposta também permite a reeleição do presidente da Câmara.

Também chama atenção a notícia de que o presidente enviou uma mensagem ao ex-ministro da Justiça Sergio Moro, em 12 de abril deste ano, afirmando que ele tivesse a “dignidade para se demitir” caso desejasse contrariar suas posições. De acordo com O Globo, a Polícia Federal obteve a conversa no celular de Moro, entregue para ajudar no inquérito que apura interferências do presidente na PF.

Além disso, oito integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato em São Paulo pediram desligamento nos trabalhos da operação ao procurador-geral da República, Augusto Aras. O pedido ocorreu um dia depois da saída de Deltan Dallagnol da coordenação da força-tarefa de Curitiba.

5. Radar corporativo

No noticiário corporativo, é divulgada hoje a terceira prévia do Ibovespa, e terão início as negociações das novas ações da Ômega. Além disso, será fixado o preço por unit em oferta do Banco Inter.

A Braskem informou um recorde de vendas de resinas no Brasil, que chegaram a 350 mil toneladas em agosto, enquanto a Invepar divulgou o desempenho dos seus negócios em agosto, com retração superior a 60% no movimento dos aeroportos.

Ontem, a T4F anunciou a venda de sua participação de 85% na Vicar, empresa que realiza o evento de automobilismo Stock Car. O valor não foi revelado. Também chama atenção a notícia de que o Banco Central deve aprovar o WhatsApp Pay no Brasil, serviço que permitirá a realização de pagamentos por meio da rede social de mensagens, que pertence ao Facebook.

Profissão Day Trader: Quer gerar uma renda extra? Nesta série gratuita, Pam Semezzato explica como se tornar um day trader. Inscreva-se!