Fique de olho

Os 5 assuntos que vão agitar o mercado nesta sexta-feira

Indicadores dos EUA e no Brasil, dia de alívio no mercado e noticiário político nacional dão o tom do último pregão da semana

SÃO PAULO – Após uma queda de 0,47% na véspera, o Ibovespa deve seguir atento à bateria de indicadores, com destaque para o PIB dos EUA. Hoje, o dia é de ânimo para as  ações globais seguem em alta após BC chinês dar alguns sinais sobre estímulos. No Brasil, a política segue dando o tom, com destaque para a reunião de aniversário do PT, que expôs as divergências entre o Palácio do Planalto e o partido. Confira os cinco assuntos que devem agitar esta sexta-feira: 

1. Bolsas Mundiais
 As bolsas chinesas subiram nesta sexta-feira com os mercados tendo um alívio depois da forte queda na sessão anterior, enquanto os investidores esperam por mensagens dos líderes chineses e globais reunidos em Xangai para a reunião do G20. O índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, avançou 1 por cento, enquanto o índice de Xangai teve alta de 0,95% após caírem mais de 6% na quinta-feira. Ambos os índices acumularam queda de mais de 3% nesta semana. No restante da região, as ações seguiram a mesma trajetória de alta, na esteira da reunião do G20, com os líderes dando muitos comentários tranquilizadores, mas com poucos estímulos de política econômica realmente a caminho. O Nikkei fechou em alta de 0,30%. O dia também é de alta para as bolsas europeias, de olho no G-20, que busca aumentar a confiança dos investidores em relação à economia global: o FTSE sobe 1,10%, DAX sobe 2,23% e o CAC 40 registra ganhos de 2,04%. Enquanto isso, o dia é de alta para o petróleo, com o brent em alta de 1,84%, a US$ 35,94 o barril. 

2. PIB dos EUA
Nos EUA, o destaque fica para o PIB dos EUA do quarto trimestre de 2015, que deve mostrar alta de 0,4%, com desaceleração. O dado será divulgado às 10h30. Além disso, destaque para os dados  de renda e gastos pessoais e sentimento de Michigan, a serem revelados ao 12h. 

PUBLICIDADE

3. Resultado primário do governo
O governo divulga resultado primário e nominal de janeiro às 10h30. Tulio Maciel, chefe do departamento de pesquisa econômica do BC, comenta números às 11h00. Ontem, os dados do Governo Central mostraram primeiro superávit primário desde abril de 2015, com um resultado positivo de R$ 14,8 bilhões, por conta de receitas extras com o leilão de hidrelétricas. Às 15h, os olhos ficaram atentos para os dados do Caged referentes ao mês de janeiro. 

4. Encontro do PT e fala de Barbosa
Ainda no radar, atenção para o encontro do PT hoje e amanhã no Rio, onde o partido comemora o aniversário de 36 anos; o encontro pode avaliar ’’programa nacional de emergência’’, que propõe reajuste do bolsa família em 20% e uso de parte das reservas. O ministro da Fazenda, Nelson Barbosa, falou hoje na China, onde participa da reunião do G-20, que uso de reservas não é adequado agora. 

5. Nova operação da PF
Pela terceira vez na semana, a Polícia Federal realiza operações nas primeiras horas da manhã. Nesta sexta-feira (26), a ação, fruto de desdobramentos da Operação Lava Jato, ocorre no Distrito Federal, São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Goiás, Paraná e Maranhão. Este é o segundo desdobramento da operação que investiga esquema de corrupção na Petrobras (PETR3PETR4). Segundo informações do portal JOTA, a nova operação, nomeada “O Recebedor”, busca provas de pagamento de propina na construção das ferrovias Leste-Oeste e Norte-Sul. Somente em Goiás, foi detectado desvio de R$ 630 milhões. O portal do jornal Folha de S. Paulo conta que os policiais estão na sede da Constran e na casa de um ex-funcionário da Seveng. Também estariam entre os alvos de busca e apreensão Odebrecht, Mendes Júnior e Queiroz Galvão. Ao todo são sete mandados de condução coercitiva e 44 de busca.

Leia também:

InfoMoney atualiza Carteira para fevereiro; confira

André Moraes diz o que gostaria de ter aprendido logo que começou na Bolsa