Opção à Petrobras tornou OGX popular entre investidores de varejo

Apesar do alto volume especulativo, ações são encaradas como alternativa com tese simples de investimento

SÃO PAULO – Classificada como a empresa que já nasceu blue chip, a OGX Petróleo (OGXP3) tem se tornado desde seu bilionário IPO (Initial Public Ofering) em 2008 uma das queridinhas dos investidores de varejo, também chamados de investidores pessoa física.

Fernando Góes, analista técnico da Octo Corretora, atribui parte dessa tendência ao fato da OGX ter surgido como uma alternativa à Petrobras (PETR3,PETR4), que até então figurava absoluta dentre as petrolíferas listadas na bolsa. 

Com a entrada da OGX, investidores puderam buscar diversificação dentro do setor, também conseguindo afastar-se de fatores exclusivos que geralmente afetam as ações da Petro, como a ingerência política inerente à uma estatal, explica Góes.

Na contramão da estatal petrolífera, a OGX transmite aos seus investidores uma tese mais simples de investimento, maior clareza de governança e alta expectativa de valorização das ações nos próximos anos com os inícios das operações de exploração, prevista para esse começo de 2012.

Especulação
As ações da OGX também têm como característica o alto grau de especulação, que tende a ser ainda maior em momentos que a empresa divulga informações sobre verificação de novos indícios de hidrocarbonetos e dados relacionados a testes em seus campos exploratórios.

Com isso, a empresa figura com volta no posto de maior coeficiente beta dentre os ativos com maior peso no Ibovespa, o que para alguns abre espaço para estratégias de curtíssimo prazo, como o day trade, o que aumenta ainda mais a liquidez do papel.

Coeficiente beta dos 10 ativos com maior peso no Ibovespa 

EmpresaAtivoCoeficiente Beta
ValeVALE50,69
PetrobrasPETR40,93
OGXOGXP3

1,71

Itaú UnibancoITUB41,13
BM&FBovespaBVMF31,00
Banco do BrasilBBAS30,74
GerdauGGBR41,35
BradescoBBDC40,89
PDGPDGR31,29
UsiminasUSIM50,99

Entenda o coeficiente beta
Medida de risco diversificável de uma ação. O coeficiente beta pode ser visto como um índice do grau do retorno relativo de uma ação em relação ao retorno do mercado (Ibovespa). O beta do mercado é igual a 1 e todos os outros betas são calculados em relação a esse valor. 

Um beta positivo sugere que a ação move na mesma direção do mercado, enquanto um negativo sugere um movimento na direção oposta. Betas positivos são mais comuns que negativos. Uma ação com um beta igual a 2.0, reage duas vezes mais que o mercado, ou seja, experimenta uma mudança de 2% em seu retorno para cada mudança de 1% no retorno do mercado.

PUBLICIDADE