Saúde

Oncoclínicas (ONCO3) reverte prejuízo e lucra R$ 22,7 milhões no 4º trimestre

O lucro líquido ajustado, desconsiderando todos os itens extraordinários, somou R$ 62,7 milhões, ante R$ 32,8 milhões de um ano antes

Por  Fernando Lopes

A Oncoclínicas (ONCO3) reportou lucro de R$ 22,7 milhões no quarto trimestre de 2021 (4T21), revertendo o prejuízo de R$ 119,7 milhões aferidos no 4T20.

No acumulado do ano, entretanto, a empresa continua computando prejuízo: foram R$ 22,4 milhões, mas é um valor 81,5% menor que o prejuízo reportado em 2020, de R$ 121,3 milhões.

Segundo a empresa, “o resultado demonstra a substancial expansão na lucratividade. O lucro líquido ajustado, desconsiderando todos os itens extraordinários que impactaram o resultado, somou R$ 62,7 milhões no 4T21, comparado com R$ 32,8 milhões no 4T20”.

No acumulado do ano, a mesma métrica de ajuste fez o lucro líquido somar R$ 178,9 milhões em 2021 contra R$ 89,3 milhões em 2020, representando um aumento de 100,4%.

Ebitda e receita do balanço da Oncoclínicas (ONCO3)

O Ebitda contábil também virou positivo no 4T21: R$ 109,0 milhões, contra Ebitda negativo no 4T20, de R$ 32,7 milhões.

Em todo o 2021, o Ebitda contábil ficou em R$ 304,2 milhões, uma alta de 140,6% em relação aos R$ 126,4 milhões acumulados em 2020. As “melhores condições comerciais” e “diluição das despesas operacionais” contribuíram para o resultado.

A receita líquida avançou 33,7% no 4T21, para R$ 767,9 milhões, ante os R$ 574,3 milhões do 4T20. “O aumento da receita é resultado de mais 24,6% no volume de procedimentos, combinado com um aumento de 6,2% no ticket médio dos tratamentos”, na base anual, explica a Oncoclínicas.

O número de pacientes também cresceu na comparação entre o 4T21 e o 4T20: 13,6%. No trimestre analisado foram 6,6 mil pacientes iniciando tratamentos de radioterapia ou quimioterapia e novos pacientes oncológicos, contra 5,8 mil há um ano.

No acumulado do ano, foram 16,4% novos pacientes a mais: de 21,1 mil em 2020 para 24,6 mil em 2021.

A empresa também ampliou a rede, crescendo 9,0% o número de unidades, de 67 (4T20) para 73 (4T21), terminando 2021 com 117 unidades, 74,6% a mais que 2020.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe