Mudanças

OHL conclui troca de controlador e prevê oferta pública de aquisição

Partícipes en Brasil, então controladora da empresa, foi comprada pela Abertis e pela Brookfield Brazil Motorsways Holdings

SÃO PAULO – A OHL Brasil (OHLB3) tem novo controlador. A Abertis e uma controlada da Brookfield Asset Management concluíram na segunda-feira (3) a operação para a compra da então controladora da OHL Brasil, Partícipes en Brasil.

Com o fim da operação, Abertis passa a ter 51% da Partícipes en Brasil e a Brookfield, 49%. Conforme a Lei das Sociedades por ações, a Abertis e a Brookfield levarão à CVM (Comissão de Valores Mobiliários) em até 30 dias um pedido de OPA (Oferta Pública de Aquisição) para comprar até a totalidade das ações da OHL Brasil, de modo que os demais acionistas da empresa tenham os mesmos direitos que os controladores.

Segundo a Abertis e a Brookfield, essa operação não tem como intenção cancelar o registro da OHL Brasil ou até mesmo o registro de negociação das ações no Novo Mercado.

Conselho de administração muda
Com a troca do controlador, o conselho de administração da OHL Brasil também muda. Tomas Garcia Madrid, Enrique Weickert Molina, Juan Luis Osuna Gomez e Felipe Ezquerra Plasencia deixam a empresa, que convocou uma assembleia para, entre outras deliberações, votar a eleição de David Antonio Diaz Almazán e Benjamin Michael Vaughan para o conselho, assim como a substituição de José Maria del Cuvillo Pemám por Francisco José Aljaro Navarro.

Espanhola assume participação na Abertis
Nessa troca de controle, a espanhola OHL Concessiones, que era a controladora da Partícipes en Brasil, recebeu uma permuta de ações que corresponde a 10% do capital da Abertis. Esta, junto com a Brookfield, assumem passivos de € 504,1 milhões da OHL Concessiones, além de pagarem € 10,7 milhões à espanhola