Commodity em alta

O que explica o rali do preço do minério de ferro no mês de maio?

O contrato futuro na China acumula alta de 15,5% apenas em maio

Aprenda a investir na bolsa

(Bloomberg) – O minério de ferro mostra forte rali neste mês com o crescente otimismo em relação aos estímulos do governo chinês, o que impulsiona um mercado já preocupado com um dos maiores fornecedores da commodity.

O contrato futuro na China acumula alta de 15,5% apenas em maio. A demanda mais forte do que o esperado e a posição do Brasil como novo epicentro de coronavírus levantam a preocupação de que operações de mineração e exportação no segundo maior fornecedor de minério de ferro possam ser afetadas se restrições forem implementadas.

“A demanda na China é muito forte agora” e há muito otimismo em relação ao Congresso Nacional do Povo, que começa na sexta-feira, disse Erik Hedborg, analista sênior do CRU Group. Com estoques baixos em portos e usinas, siderúrgicas da China estão atualmente dispostas a pagar um prêmio pelo insumo siderúrgico.

Aprenda a investir na bolsa

“Esta é uma preocupação real para siderúrgicas chinesas, pois não têm muita margem de manobra e estão dispostas a pagar um prêmio para garantir o fornecimento”, disse Hedborg. “Especialmente agora que a cadeia de suprimentos está apertada, e há todo tipo de notícias sobre restrições de suprimentos na África do Sul e sobre o rápido surto no norte do Brasil, onde o Sistema Norte da Vale está localizado.”

A Vale (VALE3) já cortou o guidance devido ao vírus e condições climáticas. Ao mesmo tempo, há expectativas de que a China anuncie medidas de estímulo no congresso, disse Hedborg.

Ainda assim, a valorização do minério de ferro pode ser temporária. Uma corrida rumo aos três dígitos, vista pela última vez em agosto, não será sustentada, de acordo com Rohan Kendall, analista-chefe para custos globais de minério de ferro e aço da Wood Mackenzie.

“Se houver restrições devido ao Covid-19 que impactam ainda mais as exportações brasileiras de minério de ferro, os preços chegarão a US$ 100”, disse. “Mas terá vida curta.” É improvável que a China sustente um forte crescimento da produção de aço, e a oferta de minério de ferro deve aumentar à medida que o Brasil se recuperar e a produção doméstica de minério de ferro subir. As taxas de utilização de minas domésticas estão no maior nível em dois anos, pois produtores são incentivados pelos altos preços, disse. A WoodMac prevê que os preços recuem para US$ 70 a tonelada no segundo semestre.

Os contratos futuros de minério de ferro na Bolsa de Mercadorias de Dalian fecharam em queda de 0,9%, a 704,5 yuans por tonelada, depois de subirem 2,8% na terça-feira. O contrato em Cingapura caiu 1,8%, para US$ 93,83 a tonelada, reduzindo o ganho de 17% acumulado neste mês. No mercado físico, o preço spot de referência chegou a atingir US$ 97,55 a tonelada, o maior nível desde setembro, segundo a Mysteel Global. Os preços estavam perto de US$ 84 há apenas duas semanas.

Como ler o mercado financeiro e aproveitar as oportunidades: conheça o curso A Grande Tacada, do Fernando Góes – de graça nos próximos dias!

PUBLICIDADE