Perspectivas

Novo ministro da Saúde, ata do Fomc e resultados: o que acompanhar na próxima semana

Tudo que o investidor precisa saber antes de operar na semana

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Se de um lado o mundo segue atento sobre os próximos passos no combate ao novo coronavírus e tentativa de reabertura das economias, no Brasil o assunto é a tensão política crescente, que se une à recente “bomba” que atingiu o governo com a saída do agora ex-ministro da Saúde, Nelson Teich.

Os próximos dias serão intensos com a definição de quem será o novo comandante da pasta da Saúde. O movimento ocorre em meio a divergências públicas com o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) sobre as medidas de enfrentamento à pandemia do novo coronavírus e a expectativa é que o novo ministro concorde com as ideias do Bolsonaro, que vão contra o que sugerem as autoridades de saúde no mundo todo.

Aprenda a investir na bolsa

Além disso, os investidores ficam atentos à liberação do vídeo da reunião ministerial em que o ex-ministro Sergio Moro diz que foi demonstrado a tentativa de interferência de Bolsonaro na Polícia Federal.

Ainda se espera uma decisão de Bolsonaro sobre os vetos defendidos pelo ministro da Economia, Paulo Guedes aos reajustes de servidores. A medida era esperada para o início da semana que passou, mas atrasou porque o presidente tenta negociar a medida com o Congresso para evitar que o veto seja posteriormente derrubado.

Ainda na agenda doméstica, o câmbio será centro de atenções após o Banco Central surpreender na última quinta-feira ao atuar com mais força em um momento em que o dólar ameaçou superar a marca de R$ 6,00. Os investidores vão checar se foi apenas um ativismo pontual ou se o BC terá uma dinâmica mais firme no câmbio caso o estresse volte ao mercado.

Entre os indicadores, a próxima semana será mais fraca, com destaque para os dados de inflação como o IGP-10 de maio, enquanto o relatório Focus deve chamar atenção com as novas projeções do mercado. Ainda serão divulgadas quadrissemanas do IPC-S e IPC-Fipe, além de prévia do IGP-M.

A temporada de resultados, apesar de ter terminado o prazo oficial, ainda segue nos próximos dias, já que muitas empresas adiaram a divulgação por causa na pandemia.

Na semana apresentam os números do primeiro trimestre a Marfrig, Lojas Renner e Usiminas, entre outras. Na segunda-feira (18) ainda acontece o vencimento de opções sobe ações na Bolsa.

Agenda externa

PUBLICIDADE

No exterior, o mercado fica atento às falas do presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, na terça (19) e quinta (21). Estes eventos ganharam destaque após ele derrubar os mercados nos últimos dias com projeções bem pessimistas para a economia americana.

A agenda nos EUA ainda tem a ata do Fomc, dia 20, que pode trazer mais indicações sobre o rumo da taxa de juros no país, além de alguns PMIs americanos.

Em outros países, a agenda é mais fraca, com destaque para o PIB do Japão, no domingo, e PMIs da zona do euro, onde os dados têm mostrado uma economia fortemente castigada pela pandemia.

Clique aqui para conferir a agenda completa de indicadores.

Quer viver do mercado financeiro ou ter renda extra? Experimente de graça o curso do Wilson Neto, um dos melhores scalpers do Brasil