Bolsas mundiais

Novo fracasso grego derruba bolsas mundiais; Com onda gigante de IPOs, Xangai cai 2%

Uma venda generalizada nas ações chinesas piorou ainda mais o humor, com investidores reagindo às notícias recentes de mais endurecimento no financiamento de margens e também por uma onda de ofertas públicas

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – As possibilidades de a Grécia entrar em default pela falta de acordo com seus credores mexem com o humor do mercado nesta segunda-feira (15). Na Ásia, o pregão foi de queda para todos os principais índices acionários, com o benchmark de Xangai fechando com perdas na casa dos 2%, a 5.063 pontos. Às 7h49 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão recuava 0,9%.

Uma venda generalizada nas ações chinesas piorou ainda mais o humor, com investidores reagindo às notícias recentes de mais endurecimento no financiamento de margens e também por uma onda gigante de IPOs (ofertas públicas iniciais, na sigla em inglês). Em Hong Kong, o índice HANG SENG caiu 1,53%, a 26.861 pontos, enquanto as perdas foram menores no Japão, com o Nikkei encerrando sessão com perdas de 0,09%, a 20.387 pontos.

Autoridades da União Europeia culparam Atenas pelo colapso da última rodada de conversas sobre a dívida da Grécia, que segundo as autoridades não ofereceu quaisquer novas concessões para assegurar os recursos de que precisa para pagar 1,6 bilhão de euros ao Fundo Monetário Internacional (FMI) até o fim deste mês.

Aprenda a investir na bolsa

“Dado que a Alemanha não vai aprovar nada parecido com alívio de dívida a este ponto, provavelmente vamos ver uma continuação deste jogo político de ‘gato e rato’ durante a reunião de ministros das Finanças do Eurogrupo na quinta-feira, e para além disso até o fim do mês”, disse o analista-chefe de mercados da CMC Markets UK, Michael Hewson, em nota para clientes.

“Isso nos leva a perguntar o porquê de não podermos pôr um fim nesta charada que sugere que um acordo é possível, e acelerar o tempo até o momento no final do mês quando o default acontece e podemos passar para a próxima etapa do processo”, disse Hewson.

O movimento negativo do mercado asiático também é visto na Europa e nos índices futuros americanos, em meio às frustrações com novo fracasso nas negociações gregas do fim de semana. Autoridades europeias culparam a Grécia de não oferecer concessões suficientes em troca de mais ajudas financeiras. Também contribuem para o menor apetite por riscos dos investidores as expectativas pela reunião e decisão do Fomc (Federal Open Market Committee), marcada para a próxima quarta-feira.