Em mercados

Escolher ações ou investir como um macaco: o que é mais eficiente?

Para responder essa pergunta, o 17º episódio do podcast Stock Pickers reuniu duas figuras bastante heterogêneas do mercado

SÃO PAULO - A carteira de um gestor com 25 anos de experiência na Bolsa ou as ações escolhidas aleatoriamente pelo perfil do instagram MonkeyStocks. Quem tem o melhor resultado? 

Para responder essa pergunta o 17º episódio do podcast Stock Pickers reuniu essas duas figuras bastante heterogêneas. Apresentado por Thiago Salomão, analista da Rico Investimentos, o programa vai ao ar toda quinta-feira às 17h. Você pode seguir e escutar pelo Spotify, Spreaker, Deezer, iTunes e Google Podcasts, ou então fazer o download clicando aqui

O gestor convidado é Pedro Chermont, da Leblon Equities, um dos precursores do value investing carioca. Com 11 anos de mercado, a Leblon Equities acumula retornos de 409% (desde o início até semana passada), ante os 109% do Ibovespa no mesmo período. 

"Não é fácil bater o aleatório ou um macaco. Investimento é racionalidade, disciplina e paciência", diz Chermont ao comentar a carteira do perfil Monkey Stocks. 

Criado pelo publicitário Marcelo Alemi, o perfil Monkey Stocks tem feito sucesso com suas duas carteiras — uma mensal e outra semanal — escolhidas por meio de um sorteio a partir dos papéis que compõem o Ibovespa. O episódio contou também com a participação do analista André Martins, da XP Investimentos. 

Bônus: no programa o apresentador Renato Santiago, o "Zangado da Faria Lima", revela as estratégias por trás da carteira Sorte Pickers — montada pela equipe do Stock Pickers. Para acompanhar esses e outros temas é possível também seguir o programa nas redes sociais Instagram e Twitter

 

Contato