Em mercados

Governo central tem déficit primário de R$ 14,740 bilhões em maio

O resultado de maio ficou abaixo das expectativas do mercado financeiro, cuja mediana apontava um resultado negativo em R$ 15,660 bilhões

notas dinheiro real reais
(Shutterstock)

O caixa do governo central registrou um déficit primário de R$ 14,740 bilhões em maio, o pior desempenho para o mês desde 2017. O resultado, que reúne as contas do Tesouro Nacional, Previdência Social e Banco Central, sucede ao superávit de R$ 6,537 bilhões de abril. Em maio de 2018, o resultado havia sido negativo em R$ 11,027 bilhões.

O resultado de maio ficou abaixo das expectativas do mercado financeiro, cuja mediana apontava um resultado negativo em R$ 15,660 bilhões, de acordo com levantamento do Projeções Broadcast junto a 20 instituições financeiras. O dado do mês passado ficou dentro do intervalo das estimativas, que foram de déficit de R$ 20,5 bilhões a R$ 12,0 bilhões. No acumulado do ano até maio, o rombo nas contas públicas é de R$ 17,794 bilhões.

Em 12 meses até maio, o governo central apresenta um déficit de R$ 125,2 bilhões - equivalente a 1,76% do PIB. Para este ano, a meta fiscal admite um déficit de até R$ 139 bilhões nas contas do Governo Central.

O resultado de maio representa alta real de 0,3% nas receitas em relação a igual mês do ano passado. Já as despesas tiveram queda real de 1,4%.

 

Contato