Em mercados

Parlamento britânico aprova pedido de adiamento do Brexit

Proposta agora precisa ser aprovada pela União Europeia mediante uma explicação por parte do Reino Unido

Brexit
(Shutterstock)

SÃO PAULO - Parlamentares britânicos aprovaram nesta quinta-feira (14) o pedido de extensão do Artigo 50 do Tratado de Lisboa, que define as regras do Brexit (saída do Reino Unido da União Europeia). Com isso, eles buscam adiar o prazo da saída de 29 de março para 30 de junho.

Foram 412 votos a favor e 202 contra e, apesar do resultado, ainda será necessária a aprovação da União Europeia para que o prazo realmente seja estendido. O governo do Reino Unido terá de justificar o pedido.

A provação foi uma rara vitória do governo em uma semana com muitas derrotas dentro da Casa. Mais cedo, os parlamentares negaram uma emenda ao texto que pedia pela realização de um segundo referendo de saída do grupo europeu.

Esta decisão completa uma sequência de três dias de votação no Parlamento. Na última quarta, os deputados rejeitaram, por 321 a 278, a possibilidade do chamado "Brexit duro", ou seja, sem acordo. A chance de uma saída brusca aumentava a tensão pois poderia criar o caos na região, que não teria regras definidas em suas relações com os países da UE.

Enquanto isso, na terça, o Parlamento rejeitou pela segunda vez este ano o acordo apresentado pela primeira-ministra Theresa May. 

Quer investir melhor o seu dinheiro? Clique aqui e abra a sua conta na XP Investimentos

 

Contato