Em mercados

Chuva derruba casas e coloca SP em estado de atenção; confira a situação

A CET informou que foram registrados 87 km de lentidão, às 17h30

Enchente
(ThinkStock)

SÃO PAULO - A forte chuva que atingiu São Paulo nesta terça-feira (20) colocou toda a cidade em estado de atenção para alagamentos. Segundo o CGE (Centro de Gerenciamento de Emergências), há alertas para alagamentos nas reigões centro, oeste, norte e sudeste, além das marginais Pinheiros e do Tietê, enquanto a 9 de julho, a Rebouças e a 23 de maio estão interditadas.

Por volta das 18h, as marginais Tietê e Pinheiros registravam lentidão. São 21 km de lentidão sentido Castelo e 4 km sentido Ayrton Senna na Marginal Tietê e 12 km de lentidão sentido Castelo e 3 sentido Interlagos na Marginal Pinheiros. A CET informou que foram registrados 87 km de lentidão, às 17h30. O índice para o horário é de 49 a 81 km.

A chuva também causou ao menos uma morte em decorrência de desabamento. Segundo o Corpo de Bombeiros, uma mulher de aproximadamente 80 anos morreu após sua casa desabar no bairro do Limão, na zona norte.

De acordo com os bombeiros, ao menos três casas de madeira instaladas ao lado de um pequeno rio, nas proximidades da Marginal Tietê, na zona oeste, também foram arrastadas pelas águas. Uma criança foi localizada entre os escombros e resgatada. Ela passa bem.

No transporte público, a CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos) informa que alagamentos interromperam a circulação de trens da Linha 8-Diamante, entre as Estações Palmeiras-Barra Funda e Lapa. No Metrô, a Linha 3-Vermelha opera com velocidade reduzida e maior tempo de parada nas estações.

 

Contato