Em mercados

Economistas projetam 3% de queda do PIB em 2016, mas aumentam previsão de avanço em 2017

A previsão de retração do PIB (Produto Interno Bruto) em 2016 ficou em 2,99% para 2016

Banco Central
(REUTERS/Ueslei Marcelino)

SÃO PAULO - Economistas de instituições financeiras revisaram as suas estimativas para diversos aspectos da economia brasileira, de acordo com a pesquisa Focus do Banco Central revelada nesta segunda-feira (18).

A previsão de retração do PIB (Produto Interno Bruto) em 2016 se manteve em 2,99%. Para 2017, os economistas elevaram as suas projeções de 0,86% de crescimento da economia para 1% de avanço.

De acordo com o documento divulgado nesta segunda-feira, 18, pelo BC, a mediana das previsões do mercado financeiro para o IPCA de 2016 cresceu de 6,93% para 7,00%, bem acima do teto da meta estabelecida pela autarquia de 6,5% ao ano. Já para 2017, as expectativas foram elevadas de 5,20% para 5,40%. 

No caso da taxa básica de juros, a previsão da Selic para 2016 foi mantida em 15,25%. Para 2017 a projeção foi de 12,75% para 12,88%.

Para 2016, a previsão do câmbio foi mantida em R$ 4,25. Para 2017, a projeção foi elevada de R$ 4,23 para R$ 4,30. 

Por fim, a previsão para a balança comercial em 2016 saiu de US$ 35 bilhões para US$ 35,50 bilhões. Já para 2017, a projeção foi elevada de US$ 35 bilhões para US$ 38,80 bilhões.

Baixe agora a Carteira InfoMoney 2016! Basta deixar o seu email abaixo:

 

Contato