Em mercados

Economistas elevam previsão do IPCA para 8,23% e cortam PIB para -1,03%, mostra Focus

A retração do PIB (Produto Interno Bruto) em 2015 caiu ainda mais de -1,01% para -1,03%

Banco Central
(REUTERS/Ueslei Marcelino)

SÃO PAULO - Economistas de instituições financeiras revisaram as suas estimativas para diversos aspectos da economia brasileira, de acordo com a pesquisa Focus do Banco Central revelada nesta segunda-feira (20).

A retração do PIB (Produto Interno Bruto) em 2015 caiu ainda mais de -1,01% para -1,03%. Já para 2016, os economistas mantiveram a projeção do crescimento do PIB em 1,00%. 

De acordo com o documento divulgado nesta segunda-feira, 20, pelo BC, a mediana das previsões do mercado financeiro para o IPCA de 2015 subiram de 8,13% para 8,23%, acima do teto da meta estabelecida pela autarquia de 6,5% ao ano. Já para 2016, a previsão se manteve em 5,60%.

No caso da taxa básica de juros, a previsão da Selic para 2015 se manteve em 13,25%. Para 2016, a previsão continuou em 11,5% a.a..

Já a previsão para a balança comercial em 2015 foi mantida em um superávit de US$ 4,30 bilhões. Já para 2016, a projeção caiu de US$ 10 bilhões para US$ 9,95 bilhões.

 

Contato