EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em mercados

Sob investigação, CEO do Morgan Stanley na Alemanha se afasta do cargo

Chefe de operações alemãs do banco de investimento pode ter fechado negócio inconstitucional com Estado do sul do país

SÃO PAULO - O chefe das operações alemãs e austríacas do Morgan Stanley, Dirk Notheis, está deixando seu cargo após uma investigação pela procuradoria regional em um negócio no qual o banco assessorou o estado de Baden-Wuerttemberg na compra de uma participação da companhia EnBW Energie Baden-Wuerttemberg.

Um porta-voz do banco de investimento afirmou que o executivo informou ao órgão competente que está tirando uma licença e que Lutz Raettig assumirá as funções de Notheis na unidade de negócios da Alemanha.

Nos últimos dias, o CEO do braço alemão do Morgan Stanley tem sido alvo de acusações da imprensa local por uma série de possíveis e-mails trocados com Stefan Mappus, o ex-governador do Estado do sul do país.

Entenda o caso
Em 2010, a unidade alemã do banco de investimento, liderada por Notheis, aconselhou o estado de Baden-Wuerttemberg na compra supostamente mais cara de uma participação de aproximadamente 50% da EnBW detida pela estatal francesa Électricité de France. O negócio fechado por quase € 5 bilhões está sendo investigado por um conselho de inquérito.

O Tribunal Constitucional de Baden-Wuerttemberg declarou em outubro do ano passado que a transação firmada entre Mappus e Notheis era inconstitucional, tendo em vista que o então governador do Estado e o ministro de Finanças de Baden-Wuerttemberg, Willi Staechele, não colocaram o acordo para votação no parlamento regional.

Contato