Em mercados

Ibovespa inicia o pregão com leve alta, embalado por indicadores dos EUA

Dados do mercado de trabalho norte-americano animam mercado, que também recebe resultados da reunião do BCE nesta manhã

SÃO PAULO - O Ibovespa segue o otimismo de Wall Street, após indicadores econômicos melhores do que os esperados nos EUA e inicia o pregão regular desta quinta-feira (3) com valorização. Por volta das 10h28 (horário de Brasília), o benchmark avançava 0,06%, aos 62.457 pontos, após ter chegado a subir 0,57% nos minutos iniciais.

O Departamento do Trabalho norte-americano revelou 365 mil pedidos de auxílio-desemprego na passagem semanal, abaixo dos 375 mil esperados. Além disso, a produtividade da mão-de-obra dos trabalhadores norte-americanos recuou 0,5% no primeiro trimestre, superando a expectativa de queda de 0,8% no período. Às 11h00 (horário de Brasília), o mercado recebe o ISM Services de abril, que mensura o nível de atividade não-industrial do país.

Velho Continente
Na Europa, sem surpreender o mercado, o BCE (Banco Central Europeu) manteve a taxa básica de juro da Zona do Euro em 1% ao ano, em reunião ocorrida nesta manhã. 

No mercado de dívida, a atenção se volta para a Espanha, depois que o governo do país vendeu mais títulos públicos do que o planejado, mas viu os custos de financiamento subirem. O Tesouro leiloou € 2,52 bilhões em bônus, superando a meta que variava entre € 1,5 bilhão e € 2,5 bilhões. Foram vendidos papéis com vencimento em três anos e duas linhas de bônus com maturidade em cinco anos.

Ambiente doméstico
Por aqui, único indicador da agenda, a produção industrial caiu 0,5% em março frente a fevereiro, de acordo com dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Destaques do pregão
Entre as maiores altas da carteira teórica do Ibovespa neste início de pregão regular, destaque para as ações de Light (LIGT3, R$ 25,72, +3,25%), Sabesp (SBSP3, R$ 75,08, +1,46%), Embraer (EMBR3, R$ 16,40, +1,42%), Cemig (CMIG4, R$ 37,67, +1,26%) e Banco do Brasil (BBAS3, R$ 23,20, +1,13%). 

 

Contato