Em mercados

Ibovespa segue bolsas europeias e abre em queda de 0,60%

Mercado digere divulgação do PIB alemão, enquanto aguarda resultados da reunião de líderes europeus e Livro Bege dos EUA

SÃO PAULO - O Ibovespa inicia o pregão regular desta quarta-feira (11) no campo negativo, com alta de 0,62%, aos 59.435 pontos, acompanhando o desempenho das bolsas europeias, após a divulgação do PIB (Produto Interno Bruto) da Alemanha no ano passado. É grande também a expectativa com a reunião entre líderes da Zona do Euro e pela divulgação do Livro Bege norte-americano. 

O dia começou com a confirmação do crescimento do PIB alemão, que mostrou avanço de 3,0% em 2011, frente à alta de 3,7% no ano anterior, com a performance guiada pela forte demanda doméstica e pelas exportações. O país segue no centro das atenções, com o mercado à espera do resultado de um leilão de títulos públicos, no qual o governo espera captar até € 4 bilhões em papéis de cinco anos.

Também em pauta no cenário europeu, esteve a queda nos rendimentos dos títulos públicos de dez anos da Itália e da Espanha no mercado secundário. Os investidores aguardam a primeira atuação destes países no mercado de dívida em 2012.

Análises do mercado
De acordo com Miriam Tavares, diretora de câmbio da AGK Corretora, mesmo com a postura mais otimista do mercado, as preocupações que ainda prevalecem na Europa pressupõem uma postura defensiva dos investidores por algum tempo. "Por outro lado, a eventual ausência de novidades negativas sobre a crise na região e os sinais melhores da economia americana tornam prováveis movimentos pontuais positivos nos mercados", avalia.

Já para Jason Vieira, da Cruzeiro do Sul Corretora, o maior otimismo internacional e a entrada de mais investimentos no Brasil são notícias animadoras. Porém, pondera, "não devemos esquecer que os eventos na Europa, mesmo que aparentem estar em processo de resolução de curto prazo, devem levar o continente à uma recessão em 2012 e diversos dos países envolvidos na crise fiscal devem sofrer muito economicamente."

O analista técnico da Gradual Investimentos, Régis Chinchila, afirma que o Ibovespa continua em movimento de alta e começa a testar uma importante resistência aos 59.900 pontos. “Somente o rompimento desse patamar confirmará a pressão compradora, quebrando o canal lateral no curto prazo. Em caso de realização, os suportes estão entre 59.400, 58.800 e 57.900 pontos”, conclui.

Radar Econômico
No noticiário externo, os investidores deverão reportar as expectativas em relação à divulgação do Livro Bege nos EUA, relatório sobre a atualidade econômica norte-americana, um compilado de informações dos bancos centrais regionais. Há ainda a publicação do relatório semanal de Estoques de Petróleo.

Já com relação ao cenário europeu, o mercado acompanhará a reunião da chanceler da Alemanha, Angela Merkel, com o primeiro-ministro da Itália, Mario Monti, para debater a crise europeia antes da cúpula de líderes da União Europeia, marcada para 30 de janeiro. Além disso, o presidente da França, Nicolas Sarkozy, se encontrará com a diretora-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI), Christine Lagarde.

 

Contato