Em mercados

Ibovespa abre em forte alta, com otimismo externo com questões europeias

Mercado repercute aprovação de medidas de austeridade na Itália e nomeação de novo primeiro-ministro na Grécia

SÃO PAULO – O Ibovespa inicia as operações desta sexta-feira (11) em alta de 1,49%, aos 58.173 pontos, refletindo o otimismo acerca do avanço das questões políticas envolvendo Itália e Grécia, com a aprovação pelo Senado italiano da nova lei orçamentária e a nomeação de Lucas Papademos, como novo primeiro-ministro grego.

O Senado italiano aprovou as novas medidas de austeridade nesta manhã, pavimentando o caminho para a aprovação final, no sábado (12) da Câmara dos Deputados e a saída do atual primeiro-ministro, Silvio Berlusconi, aumentando a expectativa sobre a escolha do ex-comissário da União Europeia, Mario Monti. Já na Grécia, o ex-vice presidente do BCE (Banco Central Europeu), foi nomeado novo primeiro-ministro do país, acalmando os ânimos do mercado.

A equipe econômica do Bradesco acredita que esse movimento de valorização deve se manter pelo pregão, visto que o resultado da votação na Itália das reformas de austeridade e o anúncio dos membros do governo de coalizão na Grécia trazem ganhos no exterior.

Investidores aguardam a formação de uma gestão grega tecnocrata, que garanta a eficiência das contas públicas e auxilie na recuperação do país. Miriam Tavares, da AGK Corretora, vê um cenário de manutenção da volatilidade durante este pregão, visto que ainda não é descartado um risco de quebra na Europa.

Ações
Entre os destaques do Ibovespa no campo positivo nesta manhça estão as ações de Marfrig (MRFG3, R$ 6,85, +8,73%),  Eletrobras  (ELET6, R$ 24,95, +3,14%),  Usiminas (USIM5, R$ 12,31, +2,84%),  Rossi Residencial  (RSID3, R$ 10,22, +2,82%) e MMX Mineração  (MMXM3, R$ 6,89, +2,53%). 

Análises
Ricardo Borges, da Projeção Consultoria Financeira, avalia que o mercado de ações brasileiro tem um cenário negativo no curto prazo e recomenda que os investidores liquidem posições caso o Ibovespa fique abaixo da casa dos 57.200 pontos.

Já o diretor de Pesquisas e Estudos Econômicos do Bradesco, Octavio de Barros, acredita em um dia de valorização do mercado acionário doméstico nesta sessão, “impulsionado pelo otimismo com especulações sobre a solução para a crise da dívida europeia e considerando a queda verificada no pregão anterior”. 

IPCA desacelera em outubro
O dia também é de poucas divulgações de indicadores pelo mundo. Nos Estados Unidos, o mais relevante é o do Michigan Sentiment, que mede a confiança do consumidor norte-americano.

No Brasil, saiu o IPCA (Índice de Preços ao Consumidor – Amplo) de outubro. Depois de ter vazado na véspera, a taxa registrou alta de 6,97% nos últimos 12 meses, desaceleração frente ao mês anterior (7,31%) e abaixo da expectativa da pesquisa Focus, do Banco Central.

Petrobras divulgará resultados
A sessão, no entanto, será recheada de anúncios de resultados referentes ao terceiro trimestre. Entre os mais relevantes, das empresas que compõem o Ibovespa, estão os de GOL (GOLL4), com prejuízo de R$ 516,50 milhões, Rossi (RSID3), uma alta anual de 5% no lucro líquido, e Cesp (CESP6), a R$ 98,56 milhões negativos.

Após o fechamento do pregão, os investidores também receberão o resultado trimestral da Petrobras (PETR3, PETR4). O diretor financeiro e de relações com investidores da estatal, Almir Barbassa, ainda concederá uma coletiva para a imprensa às 18h30 (horário de Brasília) para apresentação do balanço do terceiro trimestre.

 

Contato