EXPERIMENTE!

Clique e experimente a
versão rápida do

Em mercados

Commodities recuam forte, com destaque para queda da prata

Petróleo também cai e indica que dia pode ser movimentado para petrolíferas; alimentos também seguem trajetória negativa

SÃO PAULO - As principais commodities negociadas no mercado internacional operam em queda na manhã desta quinta-feira (12), com a prata apresentando a maior desvalorização até o momento, 7,38%, enquanto o ouro cai 1,11%.

Já o petróleo tipo brent, que apresenta alta volatilidade desde o início do ano, recua 0,99% em Londres, enquanto o contrato para o óleo tipo WTI desvaloriza-se ainda mais, marcando um recuo de 1,66%.

Entre as commodities metálicas, destaque para a queda de 1,28% no preço do contrato futuro do cobre. No front agrícola, o cacau desvaloriza-se 1,41%, acompanhado por milho (-1,40%), trigo (-1,81%), soja (-0,81%), açúcar (-1,84%), algodão (-2,64%) e café (-0,42%).

Petrolíferas já são afetadas no pré-market
Assim sendo, as principais empresas do setores diretamente relacionados a commodities devem ficar no centro do radar de investidores ao longo do dia. Para ilustrar, as ações das petrolíferas ExxonMobil, Chevron e ConocoPhillips já iniciam trajetória de queda no pré-market de Wall Street, com perdas de 0,33%, 0,51% e 0,17%, respectivamente.

Petro e Vale no mesmo caminho
Os ADRs (American Depositary Receipts) da Petrobras seguem o mesmo caminho, desvalorizando-se 0,23% nas negociações que antecedem a abertura do mercado em Nova York, queda inferior ao papéis da Vale, que recuam 1,15% no pré-market.

Contato