Guerra na Ucrânia

“Nós vamos vencer”, diz Zelensky à Rússia em aniversário da Segunda Guerra Mundial

Zelensky, em um discurso em vídeo, disse que Kiev não permitiria que Moscou se apropriasse da vitória sobre o nazismo.

Por  Reuters -

KIEV (Reuters) – O presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, disse nesta segunda-feira que Kiev derrotará a invasão russa e não cederá um único pedaço de terra, ao celebrar a vitória sobre a Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial.

Zelensky, em um discurso em vídeo, homenageou os mais de oito milhões de ucranianos mortos na Segunda Guerra Mundial e disse que Kiev não permitiria que Moscou se apropriasse da vitória sobre o nazismo.

A Rússia marcou a vitória soviética com um grande desfile militar nesta segunda-feira na Praça Vermelha, enquanto o líder do Kremlin, Vladimir Putin, assistia. A Ucrânia e a Rússia lutaram juntas como parte da União Soviética na Segunda Guerra Mundial.

A invasão da Ucrânia por Moscou em 24 de fevereiro matou milhares de pessoas e deslocou milhões, reduzindo a ruínas a cidade portuária de Mariupol, no Mar de Azov.

“No Dia da Vitória sobre o nazismo, estamos lutando por uma nova vitória. O caminho para isso é difícil, mas não temos dúvidas de que venceremos”, disse Zelensky.

O líder ucraniano, em trajes militares simples com as mangas da camisa arregaçadas, invocou mais de 30 anos de independência pós-soviética e disse que a Rússia não aprendeu as lições da Segunda Guerra Mundial.

“Não há algemas que possam prender nosso espírito livre. Não há ocupante que possa criar raízes em nossa terra livre. Não há invasor que possa governar nosso povo livre. Mais cedo ou mais tarde venceremos”, afirmou ele.

O vídeo mostrou Zelensky passando por tanques pela rua vazia de Khreshchatyk – a principal via do centro de Kiev que foi destruída com a retirada das forças soviéticas em 1941 e reconstruída no estilo stalinista.

Procurando uma boa oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje.

Compartilhe