Alta dos preços

No Reino Unido, BoE vê inflação subindo mais por causa de preços de energia

Andrew Bailey falou sobre atual situação econômica em evento de primavera do Fundo Monetário Internacional

Por  Estadão Conteúdo -

O presidente do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), Andrew Bailey, afirmou nesta sexta-feira (22) que a inflação no Reino Unido subirá mais por causa dos preços de energia. Segundo ele, porém, é difícil prever o quanto neste momento.

Durante evento da semana de Primavera do Fundo Monetário Internacional (FMI), Bailey também disse que o BoE está “em trajetória de aperto”, após três elevações nos juros.

O presidente do BoE disse acreditar que será possível conduzir um “pouso suave” da economia do Reino Unido, contendo a inflação sem provocar contração econômica, mas admitiu que “é um caminho estreito”. A trajetória dos preços agora depende “de modo crucial” dos preços de energia, destacou. O dirigente ainda advertiu para potenciais efeitos secundários da inflação.

Também presente no evento, a primeira vice-diretora-gerente do FMI, Gita Gopinath, notou que a inflação “é um fenômeno disseminado pelo mundo”, no quadro atual, embora obviamente com diferenças no impulso a depender do país.

De qualquer modo, ela notou que os preços continuam a surpreender para cima recentemente em muitas nações. Ainda assim, também apontou que as pessoas em geral continuam a esperar que a inflação desacelere nos próximos anos.

Gopinath ainda comentou que o fato que poderia ser mais positivo para o controle da inflação, no atual contexto, seria o fim da guerra na Ucrânia. Ela admitiu, porém, que o conflito “realmente pode durar um longo tempo”.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe