Correção de mercado

Netflix, Zoom, Docusign, Peloton: o que aconteceu com as “ações da pandemia”?

O que está acontecendo com as ações de empresas que “explodiram” nos primeiros meses da pandemia?

Por  Mariana Amaro -

Não dá para dizer que 2020 foi um ano típico. Até começou bem normal, mas chegou março, a pandemia se espalhou e infectou os mercados pelo mundo. Mas nem todo mundo foi prejudicado com a pandemia.

Pelo contrário.

Algumas empresas chegaram a se “beneficiar” de alguma forma dos lockdowns, quarentenas e home offices pelo mundo. Foi o caso da desenvolvedora de software para videoconferências Zoom, da plataforma de streaming Netflix, da fabricante de equipamentos para exercícios, como bicicletas ergométricas, Peloton e da companhia de assinatura de contratos digitais Docusign.

Quem, afinal, conseguiu passar os últimos dois anos sem entrar em uma reunião virtual, assinar algum contrato digitalmente, maratonar qualquer coisa em uma plataforma de streaming ou ao menos considerar um aparelho para fazer exercícios dentro de casa mesmo?

Mas, e agora? Enquanto as taxas de vacinação crescem pelo mundo, embora ainda estejam muito desiguais, o que foi chamado de “boom pandêmico” nas ações de algumas empresas parece estar caindo. Que o digam as ações das quatro companhias citadas aí em cima.

Confira no nosso GRÁFICO DA SEMANA o movimento das ações dessas companhias.

Gráfico Netflix Peloton Zoom Docusign IMpulso

Cada empresa tem sua explicação oficial para a variação recente (e negativa) do preço das ações. A Netflix, por exemplo, afirmou em uma carta aos investidores que a entrada de outros competidores no mercado de streamings afetou seus resultados. A empresa, assim como a Peloton, perdeu um quinto do seu valor de mercado na semana passada.

Ainda não investe no exterior? Estrategista da XP dá aula gratuita sobre como virar sócio das maiores empresas do mundo, direto do seu celular – e sem falar inglês

Mas a situação na empresa de saúde e bem estar é pior: o CEO disse que está analisando a possibilidade de redução de produção – e de pessoal.

Para a DocuSign e o Zoom, as razões para a queda são parecidas: à medida em que escritórios retomam trabalho presencial a taxa de crescimento na demanda por esses serviços caiu. E isso levou o resultado das companhias para baixo.

 

_______________________________________________________________________________

Este gráfico faz parte da newsletter IMpulso, o seu resumo semanal de tudo que importa para o seu bolso. Inscreva-se grátis para receber o conteúdo todas as quintas-feiras, pela manhã.

Cadastre-se na IMpulso e receba semanalmente um resumo das notícias que mexem com o seu bolso — de um jeito fácil de entender:
Concordo que os dados pessoais fornecidos acima serão utilizados para envio de conteúdo informativo, analítico e publicitário sobre produtos, serviços e assuntos gerais, nos termos da Lei Geral de Proteção de Dados.
check_circle_outline Sua inscrição foi feita com sucesso.
error_outline Erro inesperado, tente novamente em instantes.
Compartilhe