Em entrevista

Nelson Barbosa diz que programa começará a gerar emprego e exalta modelo de outorga

Barbosa aproveitou o assunto para, mais uma vez, exaltar o sucesso do programa de concessões em rodovias com o modelo de outorga

Aprenda a investir na bolsa

O ministro do Planejamento, Nelson Barbosa, afirmou nesta quinta-feira, 11, que as licitações com o programa de concessões anunciado esta semana gerará emprego. “As empresas já começam a se movimentar para fazer os projetos e as licitações já vão começar a gerar emprego”, disse o ministro durante um programa de televisão.

Sobre as rodovias de Santa Catarina que estão no programa de concessões, o dirigente do Planejamento disse que o estado é um dos mais beneficiados pelo projeto. “Duas das novas concessões de SC melhoram a ligação com o litoral”, afirmou. O ministro também ressaltou a modernização do aeroporto de Florianópolis e disse que “tem potencial pequeno para o potencial econômico e turístico”.

Barbosa aproveitou o assunto para, mais uma vez, exaltar o sucesso do programa de concessões em rodovias com o modelo de outorga. “Modelo de concessões em rodovias já se revelou bem sucedido e o modelo de licitação por menor pedágio se mostrou bem feito”. O ministro aproveitou para dizer que o governo “continua preocupado em oferecer o melhor serviço pelo menor preço e que sempre defende os interesses dos consumidores”.

Aprenda a investir na bolsa

Sobre as propostas que vêm do setor privado, Barbosa ressaltou que o governo pode fazer propostas, mas que também pode receber. “O setor privado pode nos oferecer estudos e nos apresentar uma proposta de uma obra que o interesse”, afirmou.

O governo espera receber os estudos entre dezembro deste ano e janeiro de 2016 para fazer as licitações também no próximo ano. Ao ser perguntado sobre obras no arco rodoviário de Belo Horizonte, Barbosa afirmou que estas obras são públicas e estão dentro dos recursos do governo de Minas Gerais.

Sobre as concessões da região, Barbosa afirmou que os representantes do estado pediram a ligação de Belo Horizonte ao litoral do Espírito Santo. “Essa é uma obra importante”. Sobre o estado do Mato Grosso, o ministro do Planejamento afirmou que esse foi um dos estados mais beneficiados pelo Programa de Investimento em Logística.