INFOMORNING Desestatização da Petrobras, resultados de Tim e Ecorodovias: assista ao programa desta terça

Desestatização da Petrobras, resultados de Tim e Ecorodovias: assista ao programa desta terça

Melhora

Natura&Co reduz prejuízo para R$ 156,6 mi no 1º tri favorecida por crescimento da receita

A melhora no resultado também se deu por conta do aumento nas vendas online, que atingiram 48% do total, que compensou as lojas fechadas pelo mundo

Loja da Natura
Loja da Natura (Divulgação)

SÃO PAULO – A fabricante de cosméticos Natura&Co (NTCO3) teve prejuízo líquido de R$ 156,6 milhões no primeiro trimestre, uma melhora considerável ante o resultado negativo de R$ 824,9 milhões apresentado um ano antes.

A companhia, dona da marcas The Body Shop e Avon, registrou ainda um resultado operacional medido pelo lucro antes de impostos, juros, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) de R$ 829 milhões entre janeiro e março, alta de 470,7% em um ano. Em termos ajustados, o Ebitda foi de R$ 963,2 milhões, com margem de 10,2%.

Esse resultado veio apoiado numa receita líquida consolidada que atingiu R$ 9,5 bilhões, alta de 25,8%, com impulso das operações no Brasil e em países de língua espanhola.

Além disso, a última linha do resultado foi positivamente afetada por uma menor despesa de imposto de renda, impacto parcialmente compensado por maiores despesas financeira e com depreciação, explicou a companhia.

A melhora no desempenho da Natura também se deu por conta do aumento nas vendas online, que atingiram 48% do total (contra 33% um ano antes). Isso compensou o cenário de lojas fechadas em várias partes do mundo entre janeiro e março, sendo que apenas 68% das lojas The Body Shop próprias estavam abertas em março.

A Natura&Co ainda elevou a projeção de sinergias anuais recorrentes resultantes da integração com a Avon em US$ 50 milhões, para entre US$ 350 milhões e US$ 450 milhões, impulsionadas por sinergias de custos fora da América Latina em manufatura e distribuição, a serem alcançadas até 2024.

(Com Reuters)

Série gratuita ensina na prática como identificar ativos com excelente potencial de valorização. Clique aqui para se inscrever.