Natura: banco revisa projeções e chama atenção à proximidade do preço-alvo

Analistas do Morgan Stanley preveem um ano difícil para a empresa de cosméticos, mas aguardam lucros crescentes

Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Em meio à temporada de resultados das empresas brasileiras, talvez um dos grandes destaques foram os números apresentados pela Natura. Mesmo em tempos de crise, quando a população está, teoricamente, menos propensa ao consumo, a empresa de cosméticos lucrou 76% a mais frente o primeiro trimestre de 2008.

O desempenho rendeu uma ampla valorização aos papéis ordinários (NATU3), fato que chamou a atenção dos analistas do Morgan Stanley. Segundo a equipe, as ações estão próximas de seu valor justo considerado pela análise fundamentalista, localizado em R$ 29,00.

Apesar do resultado surpreendente no primeiro trimestre, o banco estima que 2009 será mais desafiador para a Natura, mas destaca que os “fundamentos comerciais” continuarão fortes.

Aprenda a investir na bolsa

Neste cenário de incerteza, entre aspectos bons e ruins, a equipe revisou para cima as estimativas quanto ao resultado da Natura, porém, cautelosos sobre novos avanços extraordinários.

Dados revisados

No relatório anterior, o banco estimava receitas de R$ 4,18 bilhões e lucro líquido de R$ 602 milhões, ao passo que agora preveem receita de R$ 4,28 bilhões e lucro de R$ 724 milhões, um salto de 20% nas projeções da conta.

Para 2010, as projeções também foram alteradas. A receita esperada passou de R$ 4,78 bilhões para R$ 4,93 bilhões, enquanto a estimativa para o lucro líquido foi de R$ 685 milhões para R$ 772 milhões. A recomendação é de equal-weight (em linha com o mercado).