Câmbio

Não fosse câmbio, variação do estoque de crédito do BNDES seria zero, diz Maciel

Maciel afirmou que as duas altas da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) no ano explicam a elevação das taxas de juros com recursos direcionados para empresas

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

Não fosse a variação cambial do mês passado, haveria uma estabilidade do estoque do crédito com recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) em maio para pessoas jurídicas, e não a alta de 0,8% verificada no mês passado, conforme demonstrou o Banco Central esta manhã. O cálculo foi apresentado pelo chefe do Departamento Econômico da instituição, Tulio Maciel.

Segundo o BC, o volume ficou em R$ 610,413 bilhões. No trimestre, a alta é de 1,9% e, desde o início do ano, o aumento acumulado é de 2,6%. Em 12 meses encerrados em maio, o saldo desse tipo de financiamento apresentou crescimento de 14,9%.

PJ

Aprenda a investir na bolsa

Maciel afirmou que as duas altas da Taxa de Juros de Longo Prazo (TJLP) no ano explicam a elevação das taxas de juros com recursos direcionados para empresas, que no ano acumulam alta de 2 pontos porcentuais. Diante disso e da menor demanda dos consumidores, o BC reduziu sua previsão para o crédito direcionado no ano, de alta de 16% para 14%.