Atenção

“Não compre bitcoin agora”, diz Fernando Ulrich, maior especialista em criptomoedas do Brasil

Um dos maiores especialistas em bitcoin do Brasil diz que o risco neste momento é extremamente alto

arrow_forwardMais sobre
Aprenda a investir na bolsa

SÃO PAULO – Para quem está acostumado com o mercado de ações, é comum ouvir que quando uma ação dispara muito o momento não fica bom para comprar, e parece que o bitcoin está passando por uma situação dessas. A questão é: quando a criptomoeda irá cair? Em 36 horas, os ganhos superam 40%, passando da marca de US$ 12 mil para a casa de US$ 16.700.

Recentemente, diversos fatores tem favorecido este rali, em especial o lançamento dos contratos futuros de bitcoin pela bolsa de Chicago, que ocorre na próxima semana. Com esta alta, muitas pessoas estão se questionando se vale a pena comprar, e segundo o maior especialista em criptomoedas do Brasil, o economista Fernando Ulrich, não é hora de comprar a moeda.

“Boa parte dessa subida ocorreu nos últimos dois meses. É muito muito expressivo. Surreal”, disse ele, que também é economista-chefe para criptomoedas da XP Investimentos, em seu Facebook. “Muitas pessoas estão me perguntando se ainda vale a pena comprar. Essa é uma pergunta que exige várias outras perguntas derivadas e muda para cada pessoa”, explicou.

Aprenda a investir na bolsa

Porém, sem dar nenhuma recomendação, ele deu uma resposta: “não, não compre bitcoin. O risco, neste momento, é enorme. E para a vasta maioria das pessoas, significa um risco bem além do tolerável”. Em entrevista ao InfoMoney, ele ressaltou que é “prudência é fundamental neste momento”. “Prefiro que as pessoas percam uma chance de ganhar do que expô-las a um risco destes agora”, continuou.

“Prefiro recomendar que você invista seu tempo aprendendo sobre essa grande invenção tecnológica que participar de uma mera especulação desenfreada”, completou o economista.

A valorização da criptomoeda está relacionada ao maior fluxo de negócios esperado por conta da entrada de importantes bolsas de valores na negociação de contratos futuros da moeda. Depois de CME (Chicago Mercantile Exchange) e CBOE Futures Exchange anunciarem que vão iniciar as negociações ainda este mês, a Tokyo Financial Exchange, uma das maiores bolsas de valores do Japão, também anunciou que pretende lançar contratos futuros de Bitcoin.

Diante deste cenário, a expectativa é que muitos investidores terão maior acesso ao mercado de bitcoin, inclusive grandes instituições financeiras, que poderão ter maior proteção ao negociar bitcoins. Diante disso, a partir da próxima semana a projeção é que o fluxo no mercado aumente consideravelmente, e os investidores já estão antecipando este movimento.