Mudanças à vista

Mudanças no Ibovespa serão divulgadas hoje, às 21h, pela BM&FBovespa

Expectativa é pela possibilidade de que ações classificados como penny stocks, negociadas abaixo de R$ 1,00, não possam constar mais no índice

arrow_forwardMais sobre

SÃO PAULO – A BM&FBovespa irá divulgar às 21h (horário de Brasília) ofício circular sobre os aprimoramentos da metodologia do Ibovespa,  informou a bolsa em comunicado enviado na tarde desta quarta-feira (11). Na próxima quinta-feira (12), às 8h30, o diretor presidente da bolsa, Edemir Pinto, e a diretoria executiva concederão entrevista sobre o assunto. 

Uma das alterações propostas é de que as ações classificadas como penny stocks, que são negociadas abaixo de R$ 1,00, não entrem no índice. No índice atual, apenas a OGX Petróleo (OGXP3) é negociada abaixo deste valor.

A proposta também considera que o valor de mercado seja levado em consideração para a inclusão da ação no índice. Além disso, propõe, dentre os critérios, que os papéis devam fazer parte do total dos 85% mais negociados na bolsa, acima dos 80% atuais e que a ação deva ser negociada em 95% dos pregões no período de vigência das três carteiras anteriores. 

PUBLICIDADE

Existem ainda duas alternativas para a data de implementação da nova metodologia em análise: de forma escalonada ao longo de três rebalanceamentos a partir de janeiro de 2014, ou de forma integral na revisão de janeiro de 2014, decisão esta que foi aprovada pela maioria dos presentes da câmara consultiva. No primeiro caso, na próxima revisão, dois terços da participação dos ativos seria determinada pelo critério anterior e um terço pelo novo, assim como na revisão de maio. A partir da revisão de setembro de 2014, as participações seriam apuradas integralmente pelo novo modelo. 

Vale ressaltar que as discussões sobre a mudança de metodologia do índice ganharam ainda mais força por conta da situação bastante complicada da OGX. No início de agosto, o presidente da BM&FBovespa, Edemir Pinto, informou que iria rever a metodologia do índice e que a forte volatilidade da petrolífera – que enfrenta dificuldades financeiras, tem baixo valor de mercado, mas é uma das mais representativas do índice – seria um dos motivadores destas alterações.