Montadoras norte-americanas afetadas pela desaceleração econômica

Conteúdo do Portal InfoMoney – Editoria Mercados

Por  Equipe InfoMoney

A venda de veículos em janeiro nos EUA caiu substancialmente em relação ao mesmo mês do ano passado. As maiores montadoras mundiais anunciaram queda nas vendas nos EUA, que representam o maior mercado do setor. A General Motor divulgou que em janeiro de 2001 as vendas caíram 5,1%, a Ford anunciou vendas 11% menores e a DaimlerChrysler disse que vendeu 16% a menos.

Dada a baixa performance de vendas das montadoras, a indústria automobilística registrou queda de 7% nas vendas mundiais, que atingiram 16,7 milhões de unidades em janeiro de 2001, contra 17,9 milhões no mesmo mês em 2000. Ainda assim, o resultado de janeiro foi melhor que o de dezembro de 2000, quando as vendas de 15,45 milhões de unidades foram as menores em dois anos.

As vendas totais de veículos da GM no primeiro mês do ano caíram para 343.548 unidades contra 348.213 unidades vendidas em janeiro de 2000. A venda de carros de passeio declinou 4%, para 177.192 unidades e a linha de caminhões de carga apresentou uma queda ainda maior, de 6,3%, para 166.356 unidades vendidas.

Em janeiro de 2001, as vendas da Ford foram de 260.108 unidades, contra 281.169 unidades vendidas no mesmo mês há um ano. A maior queda ocorreu nas vendas de carros, que atingiram 96.579 unidades em 2001, em comparação com as 115.505 unidades vendidas em janeiro de 2000, o que representa uma queda de 19,6%. A unidade de caminhões registrou baixa de 6,3% nas vendas, que passaram para 166.356 unidades.

A montadora DaimlerChrysler, que recentemente anunciou um corte de 26 mil empregos nas linhas de montagens da Chrysler, divulgou a queda mais expressiva entre as três maiores. O total de veículos vendidos em janeiro nos EUA caiu 16% para 160.680 unidades, pressionado pela forte baixa de 22% nas vendas de carros de passeios, totalizando 43.063 unidades em 2001. Já a linha de caminhões vendeu 14% a menos, ao totalizar 117.617 unidades.

Compartilhe