Mercado de petróleo

Preços do petróleo sobem 4% após Opep+ manter nível de produção de petróleo de março também em abril

A exceção na escolha por manter o acordo de março no mês de abril foram Rússia e Casaquistão

arrow_forwardMais sobre
Instalações de petróleo da Aramco
Instalações de petróleo da Aramco (divulgação)

Autoridades da Organização dos Países Exportadores de Petróleo e aliados (Opep+) concordaram em manter os níveis de produção de petróleo de março também no mês de abril, anunciou o grupo nesta quinta-feira em comunicado.

Com isso, o contrato futuro do brent com vencimento em maio teve alta de 4,15%, a US$ 66,73 por barril, enquanto o WTI com vencimento em abril teve alta de 4%, a US$ 63,78 por barril.

O texto da Organização informa que a Arábia Saudita decidiu estender seu corte de 1 milhão de barris por dia (bpd) na oferta do óleo também para abril.

A Opep+ diz que houve “contribuições positivas” do pacto atual para “apoiar um reequilíbrio no mercado global de petróleo”, na esteira da reunião de abril de 2020 que selou o acordo atual de corte na oferta.

A exceção na escolha por manter o acordo de março no mês de abril foram Rússia e Casaquistão. Os dois países poderão aumentar a produção em 130 mil e 20 mil bpd, respectivamente, “devido a padrões continuados de consumo sazonal”, diz o texto.

A Opep+ teve em março uma taxa geral de cumprimento do acordo de produção de 103%, ou seja, o corte terminou por ficar acima do combinado.

O comunicado elogia a Nigéria por ter compensado volumes extras produzidos em meses anteriores e diz que outros países farão essa compensação até julho de 2021. De qualquer modo, nota que o nível de cumprimento geral do pacto segue elevado.

Na avaliação da Opep+, houve uma melhora recente no sentimento do mercado, apoiada por programas de vacinação contra a covid-19 e por pacotes adicionais de estímulo em algumas economias importantes. Os países, porém, dizem que seguirão “vigilantes e flexíveis”, diante das “condições incertas do mercado”.

O comunicado informa ainda que a próxima reunião do Comitê de Monitoramento Ministerial Conjunto (JMMC, na sigla em inglês) deve ocorrer em 31 de março. Em 1º de abril ocorrerá a próxima reunião da Opep+, diz o texto.

PUBLICIDADE

(Com Estadão Conteúdo)

Estagnado em sua profissão? Série gratuita do InfoMoney mostra como você pode se tornar um Analista de Ações em 2021. Clique aqui para se inscrever.