Conteúdo editorial apoiado por
IM Trader

Mini-índice (WINM24): se perder o suporte dos 128.500, acionará pivot de baixa

Confira o que esperar para o mini-índice nesta segunda-feira (13)

Felipe Alves

Publicidade

Os contratos de mini-índice (WINM24), com vencimento em junho, fecharam a última sessão no negativo, registrando baixa de 0,71%, aos 128.730 pontos.

Com base no fechamento da última sexta-feira, aos 128.730, o analista técnico Rodrigo Paz aponta como suportes 128.500 (1), 127.845 (2) e 127.115 (3). Enquanto isso, as resistências encontram-se em 129.020 (1), 129.915 (2) e 130.475 (3).“Para o pregão de hoje (segunda-feira), os traders devem se atentar às regiões de resistência de 129.020 e de suporte de 128.500 pontos. Para que o mini-índice continue sua baixa terá que romper a região de suporte para buscar patamar mais baixo em 127.845 pontos. Porém, se superar sua resistência, poderá buscar a região de topo dos 129.915 pontos”, aponta Paz.

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita

Continua depois da publicidade

Segundo ele, é possível notar, por meio do gráfico de 15 minutos do mini-índice, que nos dois últimos pregões em que tivemos a movimentação de baixa, o ativo testou o suporte dos 128.500 pontos, onde os compradores atuaram de forma significativa defendendo este patamar de preço. Por esse motivo, será necessário um rompimento com alto volume para confirmar a continuação da queda do ativo. Já para retomar a alta, será necessário que o ativo primeiramente não perca essa região de suporte, e que supere a região dos 129.020 pontos, para então buscar a próxima resistência em 130.475 pontos.“Caso o ativo siga o fluxo vendedor, será necessário romper a região de 128.500 pontos com um volume significativo. Se romper tal faixa de suporte, deverá mirar no alvo de 127.845, com alvo mais longo em 127.115 pontos. Porém, se superar a região de 129.020 deverá buscar a resistência dos 129.915 pontos”, afirma Paz.

WINM24: Gráfico de 60 minutos 

Por meio do gráfico de 60 minutos é possível observar que, após perder sua linha de tendência de alta (LTA), o mini-índice voltou a testar essa mesma LTA, porém agora como resistência. Para continuar sua movimentação de baixa, será necessário romper a região de alta relevância dos 128.500 pontos, para que possa buscar o suporte de 127.845, região em que também se encontra a média móvel de 200 períodos. Porém, atenção, pois caso o ativo venha a superar o topo anterior na região dos 129.915 pontos, poderemos voltar a ter um mini-índice com força compradora.

“Pode-se observar por meio do gráfico que, após perder a linha de tendência de alta (LTA), o ativo subiu para testá-la agora como resistências, fazendo um pullback. Caso o mini-índice venha perder a região de suporte dos 128.500 pontos com alto volume vendedor, o ativo acionará um pivot de baixa que poderá dar início a uma tendência de baixa. Porém, se prevalecer a ponta compradora na região de suporte, poderemos ter uma exaustão dos vendedores que poderá gerar um fluxo comprador levando o ativo a buscar os 129.915 pontos”, diz Paz.

Continua depois da publicidade

De acordo com ele, para seguir o fluxo vendedor será necessário romper a região dos 128.500 pontos para então buscar alvos mais longos nos 127.115 e no suporte de 126.050 pontos.Se retomar o movimento de alta, será necessário superar a região de 129.915 pontos. Se superar tal faixa, poderá buscar alvo nos 130.475 e na região mais longa nos 131.280/131.365 pontos.

Guias de análise técnica:

Confira mais conteúdos sobre análise técnica no IM Trader. Diariamente, o infomoney publica o que esperar dos minicontratos de dólar e índice. As melhores plataformas para operar na Bolsa. Abra uma conta na XP.