Commodities

Minério de ferro perde terreno e cai com foco em produção de aço na China

Produção de aço bruto do país pode totalizar 1,03 bilhão de toneladas este ano, abaixo do recorde de 1,065 bilhão de toneladas em 2020

Por  Bloomberg -

(Bloomberg) — O minério de ferro reverteu os ganhos do início da sessão com investidores de olho no mercado de aço na China, maior fornecedor mundial. Em novembro, a produção caiu para o nível mais baixo para esta época do ano desde 2017.

A produção de aço bruto do país pode totalizar 1,03 bilhão de toneladas este ano, abaixo do recorde de 1,065 bilhão de toneladas em 2020, de acordo com um executivo da China Iron & Steel Association.

Com base neste número e dados oficiais que mostram 946,4 milhões de toneladas produzidas nos primeiros 11 meses, a produção em dezembro pode totalizar 83,6 milhões de toneladas em comparação com 69,3 milhões de toneladas no mês passado.

Embora seja difícil calcular nesta fase qual será a produção real no mês de dezembro, há um consenso de que o volume será maior porque as siderúrgicas já fizeram mais do que o suficiente para cumprir a promessa de reduzir o aço produzido em relação ao ano passado. No entanto, a necessidade de céu azul durante a Olimpíada de Inverno no início de 2022 pode impor mais limites à produção.

“A produção de aço deve aumentar marginalmente, embora a Olimpíada de Inverno limitará qualquer aumento”, disseram analistas da corretora GF Futures. “Os preços do minério de ferro devem ser voláteis, com baixa limitada devido às margens saudáveis das usinas e o valor relativo do material em relação a outros produtos ferrosos.”

Mesmo com a queda na quarta-feira, os futuros do minério de ferro ainda mostram ganhos pela quinta semana, depois de perderem mais da metade do valor desde maio. Os preços subiram com o otimismo em relação ao aumento da produção de aço e com expectativas de que a China injetará estímulos fiscais no ano que vem para impulsionar a economia.

Setor imobiliário

Os desafios enfrentados pela China são destacados pelos dados mais recentes. A economia do país foi impactada no mês passado pela desaceleração contínua do mercado imobiliário e surtos esporádicos de Covid, o que leva economistas a alertarem que as recentes medidas de flexibilização podem não ser suficientes para estabilizar o crescimento.

As vendas de imóveis residenciais e a área de novas moradias iniciadas por incorporadoras caíram cerca de 20% em relação ao ano anterior, o que reduziu o ritmo dos investimentos. O setor imobiliário responde por um terço da produção de aço.

O minério de ferro caía 0,5% para US$ 112,30 a tonelada às 15h16 de Singapura, depois de subir 1,6%. Os preços fecharam em queda de 0,2% em Dalian, enquanto o vergalhão de aço e a bobina laminada a quente subiram em Xangai.

Oportunidade de compra? Estrategista da XP revela 6 ações baratas para comprar hoje. Assista aqui.

Compartilhe