Minério de ferro fica sem direção, com espera por corte na produção de aço da China

Rumores de mercado sobre cortes na produção em mais regiões pesaram sobre os preços no pregão da tarde, disseram analistas

Reuters

Publicidade

PEQUIM (Reuters) – Os contratos futuros do minério de ferro reduziram os ganhos iniciais da sessão desta quarta-feira e tiveram dificuldades para encontrar uma direção clara, já que as conversas no mercado sobre possíveis cortes na produção siderúrgica na China, maior mercado consumidor do minério, pesaram sobre os preços do principal ingrediente da fabricação de aço.
O contrato de setembro do minério de ferro mais negociado na Bolsa de Mercadorias de Dalian (DCE) da China encerrou as negociações do dia com queda de 0,36%, a 824 iuanes (113,55 dólares) a tonelada, depois de atingir uma alta intradiária de 835,5 iuanes a tonelada no início da sessão.

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de crescimento para os próximos meses e anos
Da mesma forma, o minério de ferro referência para julho na Bolsa de Cingapura reduziu os ganhos, sendo negociado em alta de 0,5%, a 107 dólares por tonelada, depois de subir mais de 1%.
Rumores de mercado sobre cortes na produção em mais regiões pesaram sobre os preços no pregão da tarde, disseram analistas.
As informações surgiram após uma reunião entre autoridades relevantes da província de Fujian, no sul do país, e as siderúrgicas locais na segunda-feira para discutir as restrições de produção para o ano.
O Departamento Provincial de Indústria e Tecnologia da Informação não respondeu a um fax da Reuters pedindo comentários.
“Exceto Fujian, não vemos nenhum motivo para outras negociações, mas elas impactaram o movimento dos preços em algum grau”, disse um analista de Pequim que pediu anonimato por não estar autorizado a falar com a imprensa.
Ambos os índices de referência do minério foram sustentados mais cedo por um dólar norte-americano mais suave e pela esperança de demanda sustentada de curto prazo.
“O mercado não tem confiança no controle do aço bruto este ano, mas tem fortes expectativas de melhora da economia na segunda metade do ano, o que explica em parte por que o minério de ferro pode ser tão resistente”, disseram os analistas da Jinrui em uma nota.
(Reportagem de Amy Lv e Mei Mei Chu)