Minério de ferro cai com dados decepcionantes da China e demanda fraca no curto prazo

O minério de ferro, referência para julho na Bolsa de Cingapura, caiu 2,51%, para 104,8 dólares a tonelada

Reuters

Publicidade

PEQUIM (Reuters) – Os preços futuros do minério de ferro caíram nesta segunda-feira, depois que uma série de divulgações de dados econômicos da China, principal mercado consumidor do minério, ficou abaixo das expectativas, e com as enchentes e altas temperaturas no país lançando sombra sobre as perspectivas de demanda de curto prazo.

O contrato de setembro do minério de ferro mais negociado na Bolsa de Mercadorias de Dalian (DCE) da China encerrou as negociações do dia com queda de 1,63%, a 813 iuanes (112,05 dólares) a tonelada.

O minério de ferro, referência para julho na Bolsa de Cingapura, caiu 2,51%, para 104,8 dólares a tonelada.

Continua depois da publicidade

Baixe uma lista de 10 ações de Small Caps que, na opinião dos especialistas, possuem potencial de valorização para os próximos meses e anos, e assista a uma aula gratuita 

Uma série de dados mais fracos do que o esperado para o setor imobiliário, que é o maior consumidor de aço na China, pesou sobre o sentimento do mercado, mesmo com os formuladores de políticas redobrando os esforços para apoiar o setor em dificuldades e reforçar a confiança do consumidor.

O investimento em imóveis na China caiu 10,1% nos primeiros cinco meses de 2024 em relação ao ano anterior, depois de retrair 9,8% em janeiro-abril, segundo dados do departamento de estatísticas. Os preços dos novos imóveis na China caíram no ritmo mais rápido em mais de 9 anos e meio em maio.

Continua depois da publicidade

Isso vem na sequência de uma recuperação bem abaixo do esperado dos novos empréstimos bancários na China em maio e de recordes de baixa de alguns dos principais indicadores monetários, sugerindo que a segunda maior economia do mundo ainda está lutando para se reerguer.

As enchentes nas regiões do sul e as altas temperaturas também sufocaram a demanda por produtos siderúrgicos.

Em paralelo, a produção de aço bruto da China em maio subiu 8,1% em relação ao mês anterior e 2,7% em relação ao ano anterior, segundo dados, graças à melhora na demanda doméstica e às exportações robustas.