Mineração

Minério de ferro atinge máxima de 3 meses em lenta recuperação

Com compras contínuas por parte das siderúrgicas chinesas que estão repondo estoques, preço do minério chega a US$ 120 por tonelada

CINGAPURA – O preço de referência do minério de ferro atingiu a máxima de mais de três meses, acima de 120 dólares por tonelada, com compras contínuas por parte das siderúrgicas chinesas que estão repondo estoques de matéria-prima, embora o aumento lento dos preços sugira que as fábricas não estejam com pressa para estocar.

Participantes do mercado estão ansiosos em saber que mudanças ocorrerão na economia da China após a mudança de liderança prevista para esta semana, com possíveis influências no enorme setor de aço do país. Alguns esperam que medidas em favor do crescimento sejam adotadas, elevando a demanda no maior consumidor mundial de aço.

O minério com teor de minério de 62 por cento, referência da indústria, ganhou 60 centavos nesta terça-feira, a 121,10 dólares por tonelada, o maior patamar desde 24 de julho, com base em dados do Steel Index.

O preço teve o primeiro pico de três meses na quinta-feira (1), antes de cair na sexta-feira (2), refletindo um mercado bastante estável, apoiado em compras chinesas.

“Nós estamos vendo um mercado balanceado. Compradores não estão com pressa para comprar mas eles vão pegar carregamentos se os preços não estiverem muito altos”, disse um trader de minério de ferro em Xangai.

“Do outro lado, é difícil para as mineradoras elevarem muito os preços dada a frágil demanda neste momento.”

Os estoques de minério nos principais portos chineses caíram na última semana pela quarta vez consecutiva, ficando em 93,3 milhões de toneladas, segundo dados da consultoria chinesa Steelhome.

A mineradora brasileira Vale (VALE3; VALE5) vendeu diversas cargas no mercado spot, totalizando 1,8 milhão de toneladas desde o final de outubro, disse um segundo trader.

A Vale está vendendo mais duas cargas nesta terça-feira (6), uma de 176 mil toneladas pellets com 64 por cento de teor de ferro e 146 mil toneladas de minério de ferro fino com teor 62,8 por cento, disseram traders.

PUBLICIDADE

A maior parte destes carregamentos, incluindo cargas da BHP Billiton e da Rio Tinto, foram vendidos a preços um pouco maiores que nos leilões anteriores ou com pouca variação, disseram traders.